Facebook bane contas suspeitas que gastaram R$ 3 milhões em anúncios

Perfis gastaram juntos mais de 3 milhões de reais em anúncios no Facebook

Perfis gastaram juntos mais de 3 milhões de reais em anúncios no Facebook
pixabay

O chefe da política de segurança cibernética do Facebook, Nathaniel Gleicher, publicou, nesta quinta-feira (16), um comunicado sobre a retirada de 265 contas da rede social por “comportamento não autêntico coordenado”.

Os administradores dessas contas gastaram R$ 3,2 milhões em anúncios publicados nas plataformas de Mark Zuckerberg de dezembro de 2012 até abril deste ano. As atividades suspeitas tinham como origem Israel e se espalharam também por países na América Latina, África e Ásia. 

Segundo Gleicher, as páginas eram descritas como veículos da imprensa local e publicavam supostas informações vazadas por políticos. Entre os assuntos abordados estavam eleições em vários países, opinião de candidatos e críticas à adversários políticos. 

“Embora os indivíduos por trás dessa rede tenham tentado ocultar suas identidades, nossa investigação descobriu que parte dessa atividade estava vinculada a uma entidade comercial israelense, o Archimedes Group”, escreveu Gleicher.

Segundo o Facebook, foram banidas 65 contas no Facebook, 161 páginas, 23 grupos, 12 eventos e quatro contas no Instagram. Cerca de 2,8 milhões de contas seguiam uma ou mais dessas páginas bloqueadas.

Leia também: 

Descubra o truque para usar filtros secretos nas fotos do Instagram