Estudante de 22 anos, que ficou ferida em show de Travis Scott, morre seis dias após incidente

Família confirmou que jovem não resistiu aos ferimentos. Com isso, sobe para nove o número de mortes em evento nos EUA. EUA: rapper Travis Scott é processado após mortes em festival de música
Uma estudante de 22 anos encurralada no meio da multidão em uma correria no festival Astroworld, realizado no Texas, não resistiu aos ferimentos. Com isso, sobe para nove o número de mortes no evento musical, que aconteceu na sexta-feira (5).
O anúncio foi feito por membros da família da jovem nesta quinta-feira (11), seis dias após o incidente.
Bharti Shahani ficou internada em um hospital na área metropolitana do Texas por quase uma semana. “Quero meu bebê de volta”, implorou sua mãe em lágrimas na frente dos repórteres.
Shahani assistia ao show do rapper americano Travis Scott, quando uma terrível avalanche humana deixou outras oito pessoas mortas e centenas de feridos.
Travis Scott: o que se sabe sobre tumulto que matou 8 em show do rapper no Texas
“Uma pessoa caiu e as outras seguiram como dominós”, contou ao canal de TV local ABC13 Mohit Bellani, primo da jovem que morreu nesta quinta-feira e que a acompanhava no festival.
“Havia corpos empilhados, nós lutamos para chegar à superfície e respirar para nos mantermos vivos”, disse ele.
Um menino de 9 anos, Ezra Blount, também ficou ferido e está em coma induzido
Já foram apresentadas dezenas de denúncias contra os organizadores do show. O principal acusado é o rapper Travis Scott, organizador central do evento e presente no palco no momento da tragédia.
Segundo o site TMZ, o rapper se ofereceu para pagar as despesas de funeral das vítimas.
Oito pessoas morreram e 300 ficaram feridas em show de Travis Scott em Houston (EUA)