Especialista explica ‘como fazer cocô rápido’, dúvida da atriz Maisa

Maisa pediu ajuda a seus seguidores sobre como demorar menos no banheiro

Maisa pediu ajuda a seus seguidores sobre como demorar menos no banheiro
Reprodução/Instagram

A atriz e apresentadora Maisa Silva, 17, fez um questionamento aos seus seguidores no Twitter sobre qual o segredo para “fazer cocô de maneira rápida”. A postagem rendeu inúmeros conselhos. Afinal, o que contribui para “fazer cocô rápido”?

De acordo com a coloproctologista Sthela Murad, presidente da SBCP (Sociedade Brasileira de Coloproctologia), para garantir o funcionamento do trânsito intestinal, é importante que as fezes sejam eliminadas, pelo menos, a cada três dias.

Leia também: Como saber se estou com prisão de ventre? Divergências entre médicos e pacientes atrapalham diagnóstico

Outra questão é que a pessoa não segure para defecar, a menos que não tenha um banheiro disponível. Porém, se o sanitário for acessível, ao sentir vontade, ela não deve segurar as fezes, pois o tempo parado no reto (parte final do intestino grosso) faz a fisiologia do cocô mudar e o deixa duro, dificultando sua saída e prolongando o tempo do processo.

“Não é normal a pessoa ficar 30 minutos no banheiro, o que configura uma constipação. A pessoa tem que sentir vontade, ir ao banheiro e evacuar, sem esforços. Cinco minutos é o tempo ideal para defecar”, afirma a médica.

Saiba mais: Entenda o que é o transplante fecal e por que ele é polêmico

Sthela explica que é necessário levar em consideração que alguns fatores interferem no tempo e dificuldade de fazer cocô entre homens e mulheres, como metabolismo e hormônios. A coloproctologista alega que, para os homens, é mais fácil evacuar porque o metabolismo é mais rápido, visto que, nas mulheres, ele reduz conforme a idade.

A menstruação também interfere na facilidade em evacuar. O pico hormonal dessa fase leva a um pequeno aumento no metabolismo, facilitando o processo. As cólicas menstruais também ajudam de maneira leve por conta da movimentação uterina.

Veja também: Constipação em viagens afeta mais as mulheres, dizem especialistas

Além disso, para ter uma boa qualidade de evacuação é preciso ter uma alimentação rica em fibras e em líquidos, o que torna as fezes macias e úmidas, facilitando sua eliminação. O ideal é fazer fortalecimento muscular abdominal e pélvico, para facilitar o movimento de expili-las, e evacuar de cócoras. 

Para tentar ajudar Maisa, a cantora Luisa Sonza a aconselhou, por meio do Twitter, a beber água e café. Sthela afirma que o café pode até ajudar a fazer cocô por ser uma substância estimulante e acelerar o metabolismo, mas não seria a solução. Segundo ela, a ingestão de fibras e água ainda seria mais eficiente.

Outra tática sugerida para a Maisa por um seguidor foi não levar o celular para o banheiro. A coloproctologista afirma que a pessoa deve se sentir confortável enquanto evacua e sugere que os livros e os celulares sejam deixados para outro momento.

Saiba mais: Dor e sangramentos ao ir ao banheiro podem ser hemorroidas

Já a sugestão que um seguidor deu de elevar os pés com um banquinho é aceita pela a especialista. Ela afirma que o ideal é deixar as pernas elevadas ao máximo – o que se aproximaria da posição de cócoras. 

Sthela ainda orienta o consumo de probióticos, frutas com casca, verduras, legumes e grãos para melhorar o trânsito fecal. Entre eles, aveia, granola, chia, mamão, melão e abacaxi são recomendados pela médica.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Deborah Giannini

Intestino preso causa hemorroida? Veja mitos e verdades sobre constipação: