Espanha libera entrada de vacinados contra Covid a partir de 7 de junho


País é o 2º maior destino turístico do mundo e espera atrair 45 milhões de turistas estrangeiros neste ano (metade do que recebeu em 2019, antes da pandemia). Turismo representa 14% do PIB. O premiê espanhol, Pedro Sánchez, fala à imprensa durante cúpula da União Europeia em Bruxelas, na Bélgica, no dia 1º de outubro.
Francisco Seco/Pool via AFP
A Espanha anunciou nesta sexta-feira (21) que permitirá a entrada em seu território de qualquer pessoa vacinada contra a Covid-19, independentemente do país de procedência, a partir de 7 de junho.
O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro Pedro Sánchez. “Todas as pessoas vacinadas e suas famílias também são bem-vindas em nosso país”.
VEJA TAMBÉM:
União Europeia chega a acordo para reabrir fronteiras a viajantes vacinados contra Covid
Bloco europeu diz que campanha de vacinação contra Covid está alcançando ritmo dos EUA
O chefe do governo espanhol disse também que, a partir de segunda-feira (24), o país liberará a entrada de britânicos “sem restrições e sem exigências sanitárias”.
Atualmente, os britânicos podem ingressar na Espanha apenas em casos de urgência. Antes da pandemia, eles representam o maior número de turistas estrangeiros (18 milhões em 2019).
O governo espanhol retirou também restrições às chegadas do Japão. Viajantes de oito países, como Austrália, China e Israel, já estão autorizados a entrar no território para viagens não essenciais.
Imagem do aeroporto internacional de Barajas, próximo a Madri, em dezembro de 2020
Susana Vera/Reuters
Pandemia e turismo
A Espanha é o segundo principal destino turístico do mundo e espera atrair cerca de 45 milhões de turistas estrangeiros neste ano (metade do que recebeu em 2019, antes da pandemia).
O retorno de britânicos às praias espanholas é importante para a economia do país, pois o turismo representava 14% do PIB pré-pandemia.
VÍDEOS: as últimas notícias internacionais