Enem PPL, para jovens privados de liberdade, será aplicado em janeiro de 2022


Inscrições ficarão abertas de 6 a 17 de setembro de 2021. Provas serão aplicadas nas unidades prisionais e socioeducativas autorizadas pelo governo. Na edição de 2020, 56 jovens e adolescentes do socioeducativo foram inscritos no Enem PPL, no Ceará.
Governo do Ceará/Reprodução
O Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) 2021 será aplicado em 11 e 12 de janeiro de 2022, segundo edital publicado nesta sexta-feira (13).
Os candidatos fazem as provas dentro das unidades prisionais ou socioeducativas, respeitando as normas de prevenção à Covid-19 (como uso de máscaras e distanciamento social).
Para os maiores de 18 anos, as notas podem ser usadas no acesso ao ensino superior; para os menores, servem apenas como autoavaliação de conhecimentos gerais.
De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o nível de dificuldade do Enem PPL é o mesmo do exame regular.
Inscrições
Os órgãos de administração prisional e socioeducativa que quiserem indicar unidades para aplicação do Enem PPL devem enviar um e-mail para o Inep, de 30 de agosto a 3 de setembro de 2021, com a indicação de um responsável pedagógico. A pessoa acompanhará todo o processo: inscrições dos interessados, transferência entre unidades prisionais (caso necessário) e resultados.
O sistema aceitará o cadastro dos jovens que farão a prova de 6 a 17 de setembro de 2021, pelo site do programa. Nesse mesmo intervalo, devem ser solicitados recursos como uso de nome social ou atendimento especializado (para pessoas com deficiência ou gestantes).
Cronograma
16 a 27 de agosto de 2021: adesão das unidades prisionais/socioeducativas
6 a 17 de setembro de 2021: inscrições e solicitações de atendimento especializado ou de uso de nome social
11 e 12 de janeiro de 2022: aplicação do Enem PPL
Vídeos de Educação