Enem digital 2020: portões abrem para primeiro dia de prova no DF



Avaliação deste domingo (31) ocorre entre 13h30 e 19h. Na capital, 3.764 estudantes se inscreveram na modalidade Enem digital 2020: primeiro dia de prova no DF
Walder Galvão/G1
Inscritos para a versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 chegaram cedo para o primeiro dia de provas no Distrito Federal. Neste domingo (31), os portões abriram às 12h e fecham às 13h. Na capital, 3.764 estudantes se inscreveram para realizar a avaliação nesse formato.
Veja 10 perguntas e respostas sobre o Enem digital
Candidatos do Enem digital relatam dificuldade para visualizar o local de prova
O estudante Edson Pereira dos Santos Júnior, de 19 anos, fará a prova em uma faculdade particular, no Pistão Sul, em Taguatinga. Para evitar aglomeração e atraso, o morador de Planaltina saiu de casa às 10h30.
No local da aplicação da prova havia pouca movimentação de candidatos. Na entrada, os estudantes eram orientados a manter o distanciamento social na fila e tiveram a temperatura aferida.
O estudante Edson Pereira dos Santos Júnior, de 19 anos, chegou ao local de prova para o Enem digital 2020
Walder Galvão/G1
Essa é a segunda vez que Edson faz o Enem. Ele quer cursar a faculdade de letras e disse ao G1 que não está nervoso para a prova, que começa às 13h30.
“Escolhi a versão digital por causa da pandemia do novo coronavírus. Como teve menos inscritos, acredito que tenha menos aglomeração.”
Enem digital 2020: o que você precisa saber sobre primeiro dia de provas no DF
Entretanto, de acordo com ele, o único medo é se houver alguma falha no computador. “Acredito que vai ser uma prova tranquila”, afirmou.
Neste domingo, serão aplicadas as provas de:
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Ciências Humanas e suas Tecnologias
Redação
‘Inovação’
O estudante Luís Felipe Lima Sena Sales, de 18 anos, sonha em cursar jornalismo na Universidade de Brasília (UnB). Morador do Ricardo Fundo II, ele chegou no local de prova, em Taguatinga, 30 minutos antes do fechamento dos portões.
O jovem faz o curso em uma faculdade privada e tenta o Enem pela segunda vez para mudar de instituição. Fã da área tecnológica, ele conta que escolheu o modelo digital da prova por ser uma inovação.
“A vantagem é que não existe rasura. Se errar alguma marcação, basta corrigir a informação. Apesar de estar em fase experimental, acredito que, em caso de problemas, a responsabilize não ficará conosco [candidatos].”
Candidatos têm temperatura aferida em local de prova para primeiro dia do Enem digital 2020, no DF
Walder Galvão/G1
Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), há uma média de 25 computadores por sala, com aparelhos selecionados para cada estudante.
Para começar o exame, o candidato deve digitar uma senha individual, que será enviada no mesmo dia pelo Inep. No segundo dia de exame, haverá um novo código de segurança.
Essa é a primeira vez que o Enem é realizado de forma digital. As provas serão feitas em aparelhos sem acesso à internet ou ferramentas como calculadoras e editor de texto. No país, 96.086 candidatos estão aptos para realizar o exame.
A estudante Ana Paula Domingos, de 34 anos, contou que também aderiu ao novo formato porque quer evitar aglomerações. “Com número menor de inscritos, acredito que sejam menos pessoas nas salas”, comentou.
A candidata quer cursar gestão hospitalar e diz que se preparou. “Fazer a prova no computador vai ser mais tranquilo”, disse.
Enem digital
Na versão digital, os estudantes responderão as questões de múltiplas escolha em computadores que estão instalados nos locais de prova. A redação é realizada em formato impresso. Por isso, o candidato precisa levar caneta preta, de tubo transparente, para escrevê-la.
Na versão impressa do Enem, os alunos que ficam no local de prova até os 30 minutos finais podem levar para casa o caderno de questões. Assim, quando o Inep divulga o gabarito oficial, é possível conferir as próprias respostas e ter uma ideia do número de acertos.
No Enem digital, como não há questões impressas – apenas a redação –, o candidato pode escrever na folha de rascunho quais foram as alternativas assinaladas. Mas, da mesma forma, a possibilidade de levar o papel consigo só valerá para quem esperar até a última meia hora de prova.
VÍDEOS: aplicativo do G1 Enem
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.