Enem 2021: o que fazer se você estiver com covid no dia da prova?


Edital do Enem diz que quem estiver com covid ou outra doença infectocontagiosa diagnosticada não deve fazer o exame neste domingo e pode pedir a reaplicação. Confira como proceder. Colégios particulares do Rio promovem aulões especiais para as provas do Enem nos dias 21 e 28 de novembro
Reprodução/Redes sociais
O candidato inscrito no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 que estiver com alguma das doenças infectocontagiosas listadas abaixo, incluindo covid, não deve comparecer ao local de prova neste domingo (21), segundo o edital do exame.
O estudante diagnosticado com alguma das enfermidades deverá submeter um pedido de reaplicação da prova pela página do participante em até cinco dias úteis após o segundo dia de prova, em 28 de novembro.
RESOLUÇÃO DO ENEM 2021, AO VIVO: g1 corrigirá a prova a partir das 18h30, no domingo
GABARITOS EXTRAOFICIAIS DO ENEM: Anglo e SAS corrigirão questões do 1º dia
O documento não informa o que deve ser feito no caso de a pessoa apresentar sintomas, mas não tiver diagnóstico médico.
Ainda não há uma data de reaplicação, que será definida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem.
São doenças consideradas infectocontagiosas pelo edital:
covid-19;
tuberculose;
coqueluche;
difteria;
doença invasiva por Haemophilus influenza;
doença meningocócica e outras meningites;
varíola;
influenza humana A e B;
poliomielite por poliovírus selvagem;
sarampo;
rubéola;
varicela.
Como fazer pedido de reaplicação
Para que o pedido de reaplicação do candidato seja analisado, é preciso seguir uma série de exigências. Além de obedecer ao prazo de até cinco dias úteis, é preciso anexar ao pedido um documento legível que comprove a condição, que deve conter:
nome completo do participante;
diagnóstico com a descrição da condição que motivou a solicitação e/ou o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10);
assinatura e identificação do profissional competente, com respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente.
A aprovação ou não do documento vai ser informada na página do participante. Se for aprovado, o candidato garante a sua participação na reaplicação do exame.
Por questão de segurança, será obrigatório o uso de máscara contra covid-19 durante a permanência no local de aplicação, além de ser recomendado o uso de álcool em gel para higienizar as mãos.