Enem 2021: 13 funcionários do Inep pedem demissão a poucos dias da prova

Exoneração em massa acontece dias após dois coordenadores-gerais também terem pedido para serem desligados do órgão, que é responsável pela aplicação do exame. Treze funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) pediram exoneração nesta segunda-feira (8), a menos de duas semanas da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova será realizada nos dias 21 e 28 de novembro.
A demissão em massa acontece dias após o pedido de exoneração do coordenador-geral de exames para certificação, Eduardo Carvalho, e o coordenador-geral de logística da aplicação, Hélio Junio Rocha Morais.
De acordo com informações obtidas pelo g1, pediram demissão:
Marcela Guimarães Côrtes, coordenador-geral
Natalia Fernandes Camargo, coordenadora-geral substituta
Nathalia Bueno Póvoa, coordenadora-geral substituta
Vanderlei dos Reis Silva, coordenador
 Gizane Pereira da Silva, coordenadora substituta
Hélida Maria Alves Campos Feitosa, servidor público federal
Samuel Silva Souza, servidor público federal
Camilla Leite Carnevale Freire, servidor público federal
Douglas Estevão Morais de Souza, coordenador substituto
Patricia da Silva Onório Pereira, coordenadora
Denys Cristiano de Oliveira Machado, coordenador
Alani Coelho de Souza Miguel, coordenadora substituta
Leonardo Ferreira da Silva, Coordenador substituto
De acordo com o pedido de dispensa encaminhado à diretoria do órgão e assinado pelos servidores, as denúncias feitas em assembleia realizada na última quinta-feira (4) é um dos motivos. A “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep” também foi causa apontada pelos funcionários.
Esta reportagem está em atualização.