Empresa de patinetes suspende operações no México por roubos


Grin interrompeu temporariamente o fornecimento dos veículos compartilhados na Cidade do México. Autoridades afirmaram que vão apoiar esforços da operadora. Patinetes da Lime e Bird são vistos na Cidade do México na quinta (1). A concorrente Grin suspendeu operações na cidade
Eduardo Verdugo/AP
A Grin suspendeu temporariamente suas operações na Cidade do México devido ao roubo de muitos de seus patinetes elétricos compartilhados.
Vídeo: 10 dicas para andar de patinete
Em comunicado divulgado na quinta-feira (1), a empresa disse que “hoje, o roubo de patinetes na Cidade do México representa o maior desafio para a operação”.
A decisão foi tomada no mesmo dia em que a polícia local encontrou três homens a bordo de um táxi roubando patinetes elétricos nas ruas. Os suspeitos já haviam levado sete desses veículos e iam roubar o oitavo quando foram presos.
O problema não é somente da Grin. A empresa rival, Lime, anunciou que os roubos na cidade são “um desafio”.
A agência de transporte e mobilidade da cidade disse que a suspensão de operação feita pela Grin parece ser apenas por alguns dias e prometeu apoiar os esforços das empresas para coibir o roubo.
Patinete elétrico: saiba como andar
Initial plugin text
Bicicletas: veja 10 dicas para andar com segurança