Elon Musk ultrapassa Zuckerberg e se torna o terceiro homem mais rico do mundo, diz revista


Segundo ranking da Bloomberg, fortuna do dono da Tesla chegou a US$ 115 bilhões na segunda-feira, desbancando o patrimônio de US$ 111 bilhões do CEO do Facebook. Foto de arquivo de janeiro de 2020 mostra o fundador e engenheiro-chefe da SpaceX, Elon Musk, discursa em uma entrevista coletiva pós-lançamento para discutir o teste de abortamento em voo da cápsula de astronauta Crew Dragon no Centro Espacial Kennedy em Cabo Canaveral, na Flórida, EUA
Joe Skipper/Reuters/Arquivo
O CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, se tornou a terceira pessoa mais rica do mundo na segunda-feira (31), de acordo com a Bloomberg Billionaires Index, após as ações da Tesla Inc. terem subido até 12%.
O patrimônio líquido de Musk atingiu o valor de US$ 115 bilhões, ultrapassando, assim, a fortuna do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, de US$ 111 bilhões, que foi para a quarta posição do ranking.
Neste ano, a fortuna de Musk registrou um aumento expressivo, com seu patrimônio líquido chegando a ter expansão de US$ 76 bilhões, puxado pelas ações da Tesla, que avançaram mais de 475%, desde janeiro.
Para se tornar a pessoa mais rica do mundo, porém, Musk ainda tem um longo caminho. Jeff Bezos, que está no topo da lista, tem uma fortuna avaliada em US$ 202 bilhões.
Centibilionários
Na semana passada, o fundador da Tesla já havia se tornado um dos quatro centibilionários do mundo, termo usado para definir quem têm um patrimônio acima de US$ 100 bilhões. Nessa lista estão, Bezos, Bill Gates e Zuckerberg.
Os ganhos deles, porém, vão na contramão das perdas econômicas provocadas pela pandemia. Segundo a Bloomberg, as fortunas das 500 pessoas mais ricas do mundo aumentaram em US$ 809 bilhões somente em 2020, um avanço de 14% desde janeiro.
Veja mais notícias sobre Tecnologia