Editora interrompe distribuição de livro de autor de ‘As aventuras do Capitão Cueca’ por ‘perpetuar racismo passivo’


Segundo a Scholastic, decisão teve total apoio de Dav Pilkey, autor da obra. Dav Pilke, autor de “As aventuras do Capitão Cueca”
Reprodução/Facebook
Uma das obras de Dav Pilkey, autor da popular série infantil “As aventuras do Capitão Cueca”, foi retirada de circulação na última semana pela editora.
Segundo a Scholastic, o livro “The Adventures of Ook and Gluk: Kung-Fu Cavemen from the Future” traz imagens e metáforas que “perpetuam o racismo passivo”. Lançado originalmente em 2010, o livro já foi removido do site da empresa e as encomendas foram interrompidas.
Segundo o jornal The New York Times, a decisão da editora teve total apoio de Dav Pilkey.
“Juntos, reconhecemos que esse livro perpetua o racismo passivo. Lamentamos profundamente por esse erro grave.”
“The Adventures of Ook and Gluk: Kung-Fu Cavemen from the Future” conta a história de um grupo de amigos que salva o mundo usando o kung fu e os princípios encontrados na filosofia chinesa.
Autor de mais de 50 obras, Pilkey afirma que criou o livro para “mostrar diversidade, igualdade e resolução não violenta de conflitos” usando “princípios encontrados na filosofia chinesa”, mas recentemente foi alertado de que “também contém estereótipos raciais nocivos e imagens passivamente racistas”.