Dwayne Johnson adia lançamento de tênis em protesto antirracismo


Decisão de ator acontece após disparos policiais contra um homem negro nos EUA. ‘Por respeito a Jacob Blake e sua família, adiaremos nosso lançamento.’ Dwayne Johnson chega ao ‘TIME 100 Gala’, que celebra as 100 pessoas mais influentes da revista Time no mundo, em Nova York, EUA
Dimitrios Kambouris/Getty Images North America/AFP
O ator Dwayne “The Rock” Johnson disse nesta quinta-feira (27) que estava adiando o lançamento de seus novos tênis em colaboração com a Under Armour para protestar contra a injustiça racial.
A decisão do lutador que virou astro de cinema ocorre após os disparos policiais contra Jacob Blake, um homem negro, na cidade de Kenosha, no Estado norte-americano de Wisconsin, no domingo (22).
“Por respeito a Jacob Blake e sua família, adiaremos nosso lançamento do PR3 hoje”, tuitou Johnson.
“Inacreditável que estamos aqui de novo. 7 tiros. Nas costas. Na frente de seus filhos. Não há progresso sem humanidade.”
Initial plugin text
Os disparos contra Blake provocaram três noites de protestos que incluíram uma onda de incêndio criminoso, vandalismo generalizado e um tiroteio que deixou dois mortos.
O incidente também gerou protestos de muitos esportistas, incluindo NBA, Major League Baseball e Major League Soccer, que adiaram jogos, enquanto a bicampeã de Grand Slam Naomi Osaka se retirou de um torneio de tênis após chegar às semifinais.
Johnson, que é um dos atores mais bem pagos do mundo, fez uma parceria com a Under Armour em 2016 para projetar uma linha de roupas esportivas chamada ‘Project Rock’. Eles lançariam uma nova linha de tênis nesta quinta-feira.
A Under Armour não respondeu imediatamente ao pedido de comentários da Reuters.
Pai de Jacob Blake, baleado por policiais nos EUA, diz que o filho estaria paraplégico