Documentário sobre prisão de Caetano Veloso é selecionado para o Festival de Veneza


Filme será exibido fora da competição pelo Leão de Ouro. Longa tem relato do cantor sobre os 54 dias que passou na prisão durante a ditadura militar. Caetano Veloso em ‘Narciso em férias’, documentário sobre sua prisão durante a ditadura militar
Divulgação
“Narciso em férias”, documentário sobre a prisão de Caetano Veloso durante a ditadura militar no Brasil (1964-1985), foi selecionado para a 77ª edição do Festival de Cinema de Veneza, que acontecerá de 2 a 12 de setembro.
O evento será a primeira grande mostra a acontecer durante a pandemia do coronavírus. A programação será reduzida, mas a organização ainda não detalhou se os filmes serão exibidos presencialmente ou pela internet.
Dirigido por Renato Terra (“Uma noite em 67”) e Ricardo Calil (“Cine Marrocos”), o documentário tem o relato de Caetano sobre seus 54 dias na prisão, com revelações inéditas.
Ele será exibido em uma mostra fora da competição pelo Leão de Ouro, principal premiação do evento. É o único filme brasileiro na programação deste ano.
Prisão em 1968
O cantor foi preso, sem receber explicações, duas semanas depois da instituição do AI-5, uma das principais medidas da repressão adotadas pela ditadura.
O filme é produzido por Paula Lavigne, em colaboração com a produtora dos irmãos Walter e João Moreira Salles.
O júri do 77º Festival de Veneza será presidido pela atriz australiana Cate Blanchett. A atriz britânica Tilda Swinton e a cineasta de Hong Kong Ann Hui serão homenageadas pelo conjunto da obra.