DJ Ivis faz primeiro post após sair da prisão


Produtor ficou três meses preso por agredir ex-mulher. DJ Ivis compartilhou um longo texto no primeiro post após sair da prisão. O produtor ficou três meses detido por agredir a ex-mulher Pâmella Holanda.
Initial plugin text
DJ Ivis sai a prisão à noite; as imagens mostram o cantor conversando e depois andando rapidamente, de capuz, em direção a um carro no qual deixa o local
O cantor Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, foi solto na noite desta sexta-feira (22), por volta das 22h20, após passar mais de três meses detido no Centro de Triagem e Observação Criminológica (CTOC), na Região Metropolitana de Fortaleza. Advogados e familiares compareceram à penitenciária para aguardar a saída. No fim da tarde, a Vara Única da Comarca de Eusébio concedeu liberdade ao artista.
DJ Ivis estava preso desde o último dia 14 de julho. O cantor foi capturado após serem divulgados vídeos onde ele aparece agredindo a ex-mulher Pamella Holanda, em um apartamento onde ambos residiam em Fortaleza.
DJ Ivis foi transferido a um presídio da Grande Fortaleza após audiência de custódia.
Reprodução
Momento em que DJ Ivis entra em carro ao sair da prisão
Rafaela Duarte/Sistema Verdes Mares
LEIA TAMBÉM:
DJ Ivis tem pedido de habeas corpus negado por Gilmar Mendes, ministro do STF
Denúncia apresentada à Justiça contra DJ Ivis considera violências física, psicológica, patrimonial e moral cometidas contra ex-mulher
Ex-mulher de DJ Ivis aguarda há 2 meses por pagamentos provisórios para a filha
Negado no Supremo
A liberdade de DJ Ivis só foi concedida após o sétimo pedido de habeas corpus apresentado pela defesa. O último negado foi dado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em 31 de agosto.
“Pacífico é o entendimento desta Corte no sentido de que constitui fundamento idôneo à decretação da custódia cautelar a necessidade de resguardar a integridade física e psicológica da vítima que se encontra em situação de violência doméstica, como é o presente caso”, destacou a decisão do STF.
Polícia prende DJ Ivis em casa por agressões contra ex-mulher Pamella Holanda
A defesa de DJ Ivis argumentou que não há elementos que permitam concluir que ele descumpriria eventuais medidas protetivas diversas da prisão, suficientes para resguardar a integridade psicofísica da vítima. O pedido de revogação da prisão preventiva foi negado no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e por ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Em 24 de agosto, desembargadores da 1ª Câmara Criminal do TJCE também indeferiram o pedido dos advogados.
Entenda o caso
DJ Ivis é preso por agressão à ex-mulher: entenda o caso
Vídeos gravados por câmeras de segurança interna mostraram o produtor musical Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, agredindo a ex-mulher na frente da filha de nove meses, da mãe de Pamella Holanda e do amigo Charles.
DJ Ivis tornou-se réu pelas agressões cometidas contra a ex-mulher Pamella Holanda em 16 de agosto, após o Ministério Público do Ceará (MPCE) apresentar denúncia. O cantor foi indiciado pela Polícia Civil do Ceará no fim do mês de julho.
A denúncia apresentada à Justiça e aceita na Vara Única de Eusébio apontou que ele cometeu violência física, psicológica, patrimonial e moral contra a ex-mulher.
‘Assumo meu erro’, disse cantor
DJ Ivis chora em pedido de perdão à ex-mulher Pamella Holanda, após agressões
Em 17 de julho, o advogado de DJ Ivis divulgou um vídeo em que o cantor pediu desculpas, assumindo o que chamou de “erro”.
“Eu estou vendo sozinho, tentando ser forte, mas não existe mais força. Eu estou passando aqui pra dizer pra cada um de vocês, pra você que é mãe, pra você que é filha, pra você que é pai, pra você que é família, pra você, Pamella: eu errei, assumo meu erro”, afirma DJ Ivis em um trecho da gravação.
Desde que o caso foi revelado, DJ Ivis perdeu contrato com a gravadora Sony e com a produtora Vybbe, teve canceladas parcerias com músicos, e teve as músicas excluídas dos aplicativos mais populares.
Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 Minuto