Devastação ambiental em área preparada para o cultivo de mandioca rende multas de quase R$ 100 mil a sitiante


Policiais militares compareceram à propriedade rural, em Mirante do Paranapanema, nesta quarta-feira (5), após imagens de satélite indicarem degradações no local. Degradação ambiental foi constatada em sítio em Mirante do Paranapanema
Polícia Militar Ambiental
A Polícia Militar Ambiental aplicou nesta quarta-feira (5) multas que totalizaram quase R$ 100 mil contra o dono de uma propriedade rural, em Mirante do Paranapanema (SP), onde foram constatadas degradações na vegetação nativa causadas por queimada, além da derrubada de árvores, em uma área que está sendo preparada para o cultivo de mandioca.
Durante a Operação Corta Fogo, uma equipe da Polícia Militar Ambiental compareceu ao sítio munida de imagens de satélite que indicavam degradações ambientais e efetuou a fiscalização na propriedade rural.
No local, foi feito contato com o proprietário, um homem de 32 anos, e, durante a vistoria, os policiais constataram a queima de 84,477 hectares em áreas agropastoris.
Os militares também verificaram que 13 árvores nativas haviam sido danificadas pelo fogo e que outras 32 árvores, das espécies palmeira-guariroba, leiteiro, ipê e angico, tinham sido suprimidas.
De acordo com a corporação, a área em questão está sendo preparada para o cultivo de mandioca.
Degradação ambiental foi constatada em sítio em Mirante do Paranapanema
Polícia Militar Ambiental
A fiscalização resultou na aplicação de três autos de infração ambiental contra o sitiante:
um por fazer uso de fogo em área de 84,477 hectares, com multa no valor de R$ 84.477,00, conforme o artigo 58, da Resolução SMA 48/2014;
um por danificar 13 árvores com uso de fogo, no valor de R$ 5.850,00, conforme o artigo 53, da Resolução SMA 48/2014;
e um por supressão de 32 árvores isoladas, no valor de R$ 9.600,00, conforme o artigo 53, da Resolução SMA 48/2014.
No total, as multas somadas chegaram a R$ 99.927,00.
Foram apreendidos 10 metros cúbicos de lenha, que permaneceram sob a guarda do sitiante, como depositário fiel.
Degradação ambiental foi constatada em sítio em Mirante do Paranapanema
Polícia Militar Ambiental
Degradação ambiental foi constatada em sítio em Mirante do Paranapanema
Polícia Militar Ambiental
Degradação ambiental foi constatada em sítio em Mirante do Paranapanema
Polícia Militar Ambiental
Degradação ambiental foi constatada em sítio em Mirante do Paranapanema
Polícia Militar Ambiental
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.