Detran do Tocantins pede adiamento no prazo para implantar placas do Mercosul


Órgão afirma que está em fase final para a implantação. Prazo já foi prorrogado várias vezes. Tocantins ainda não está pronto para adotar placas Mercosul para carros novos
Reprodução/TV Anhangyera
O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran) pediu adiamento do prazo para a implantação das placas do modelo Mercosul no estado. Ele passaria a ser obrigatório em todo o país para veículos novos a partir desta sexta-feira (31). O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) ainda não se manifestou sobre o pedido.
Em nota, o órgão disse que cinco estados apresentam “problemas sistêmicos no processo de adesão”. Disse ainda que está avaliando os casos individualmente. O Governo do Tocantins disse que recebeu, por telefone, a informação de que o prazo será prorrogado.
Há alguns dias as dificuldades para que a mudança fosse feita já eram perceptíveis no Detran do Tocantins. Ainda não há definição sobre quais serão os valores das novas placas e o edital para o credenciamento das empresas que farão a instalação ainda não está finalizado. O órgão afirma que o processo está em fase final.
A placa com três letras e quatro números usada atualmente deverá ser substituída. O novo modelo, com quatro letras e três números começou a ser implantado no resto do país. A placa nova é obrigatória apenas para quem está emplacando o veículo pela primeira vez, ou por algum motivo, precisa mudar a placa. Os proprietários que já possuem o veículo emplacado não vão precisar se adequar.
O Detran não especificou quanto tempo a mais pediu ao Denatran. O prazo será definido pelo órgão nacional.
O modelo novo promete ser mais seguro contra clonagens e falsificações. Um código deve substituir o antigo lacre. Além disso, no lugar onde antes estavam os nomes da cidade e do estado, agora terá apenas o nome do país com uma bandeira ao lado. O símbolo do Mercosul também aparece na nova placa.
A previsão do Conselho Nacional de Trânsito (Cotran) era de que todos os estados se adequassem até junho do ano passado. A data acabou sendo prorrogada para 31 de janeiro de 2020.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.