Despacho de bagagem de mão fora do padrão começa nesta segunda em mais 5 aeroportos


Padrão determina 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade, com até 10kg. Os passageiros que voarem a partir desta segunda-feira (13) dos aeroportos de Santa Genoveva (Goiânia), Salgado Filho (Porto Alegre), Congonhas (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro) e Santos Dumont (Rio de Janeiro), terão que prestar mais atenção ao tamanho da bagagem de mão. Nesses terminais, as bagagens que estiverem acima do tamanho padrão (veja as regras ao final da reportagem) terão que ser despachadas.
A medida já estava em vigor nos aeroportos Juscelino Kubitschek (Brasília), Afonso Pena (Curitiba), Viracopos (Campinas/SP), Aluízio Alves (Natal), Confins (Belo Horizonte), Pinto Martins (Fortaleza), Guararapes (Recife) e Val-de-Cans (Belém).
Começa a fiscalização das bagagens de mão em aeroportos brasileiros
Em outros dois terminais, as aéreas estão orientando os passageiros sobre as normas em vigor – mas o despacho obrigatório ainda não está em vigor. Nesses dois aeroportos (Luis Eduardo Magalhães, em Salvador; e Internacional de São Paulo, em Guarulhos), as bagagens de mão fora do padrão passarão a ser obrigatoriamente despachadas a partir de 23 de maio.
Veja o cronograma de implementação da orientação e de triagem (despacho obrigatório da bagagem acima do padrão):
Cronograma da fiscalização da bagagem de mão
Tamanho permitido das bagagens
De acordo com a Abear, associação que reúne as aéreas brasileiras, o objetivo da medida é agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque e evitar atrasos.
Desde o início da cobrança pelas bagagens despachadas, muitos passageiros têm optado por levar apenas malas de mão – por vezes com dimensões excessivas –, causando transtornos na hora do embarque na aeronave.
Antes de entrar nas áreas de embarque, os passageiros terão que verificar se o tamanho e o peso das bagagens estão de acordo com os padrões definidos pelas companhias: 55 centímetros de altura, 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade, com até 10kg.
Tamanho da bagagem de mão permitida
Reprodução/Abear
Nos aeroportos em fase de orientação, os passageiros serão informados sobre as regras em vigor. Nos terminais em que a triagem já tiver sido implementada, as bagagens que excederem o tamanho permitido terão que ser despachadas nos balcões de check in das companhias aéreas, e estarão sujeitas a cobrança pelo serviço.
Nas três companhias participantes – Latam, Gol e Avianca Brasil – o valor da bagagem despachada varia entre R$ 59 e R$ 220. A Azul deixou a Abear no início deste mês.
Reclamações contra as empresas áreas podem ser feitas pelo site consumidor.gov.br
Começa a valer nesta quinta (25) a fiscalização para bagagem de mão nos aeroportos