Davi Moraes celebra Maria Rita e toca Tom Jobim no álbum ‘Pelo celular’


Guitarrista apresenta parcerias com Fausto Nilo e Luiz Caldas em disco gravado através do telefone. ♪ Em 1981, o pianista César Camargo Mariano compôs e gravou tema instrumental em homenagem à filha Maria Rita, então com quatro anos. Intitulado Maria Rita, o tema foi apresentado pelo músico em álbum, Samambaia (1981), gravado por Mariano com o violonista Hélio Delmiro.
Quarenta anos depois, Maria Rita ganha o toque do guitarrista Davi Mores, com quem a cantora foi casada. Também gravada com os toques dos músicos Marcelo Mariano (baixo fretless) e Diogo Gomes (flugelhorn), Maria Rita é uma das oito músicas que compõem o repertório do álbum Pelo celular, lançado por Davi Moraes na sexta-feira, 12 de novembro, com capa assinada por Patrizia D’Angello.
Editado pela Savalla Records, com distribuição digital feita via ONErpm, o álbum Pelo celular faz jus ao título. Cinco das oito faixas do disco foram realmente gravadas por Davi pelo celular, em 2020, em momento em que, isolado em casa na cidade natal do Rio de Janeiro (RJ) e com o computador quebrado, o artista tinha somente o telefone para registrar ideias de músicas e arranjos.
As outras três faixas foram gravadas no estúdio do engenheiro de som e produtor musical Carlos Savalla no início deste ano de 2021.
No processo de criação e captação do álbum Pelo celular, Davi Moraes pôs violão, guitarra e percussão, além de voz nas faixas cantadas, caso do samba Deusa do ébano II (Milton de Souza Jesus, o Miltão, 1999).
O disco tem faixas instrumentais como a regravação de Wave (Antonio Carlos Jobim, 1967). Entre temas instrumentais autorais, Davi apresenta canções compostas em parceria com Cainã Cavalcante, Fausto Nilo e Luiz Caldas.
Guto Wirtti toca baixo na gravação de Pai e mãe. Já Fernando Moura toca piano e o sintetizador oberheim em Iracema.