Conselho Superior da UFJF prorroga suspensão das atividades presenciais nos campi por causa da Covid-19


Decisão vale para Juiz de Fora e Governador Valadares até 30 de junho. Neste mês, a instituição divulgou o calendário do primeiro semestre letivo de 2021, que será realizado de forma remota. Campus em Juiz de Fora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Carlos Mendonça/Prefeitura de Juiz de Fora
O Conselho Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) aprovou uma nova prorrogação da suspensão das atividades presenciais nos campi de Juiz de Fora e de Governador Valadares até o dia 30 de junho.
De acordo com a divulgação da universidade nesta sexta-feira (26), a decisão considera dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, situação da pandemia nos municípios envolvidos, nota técnica do Grupo de Modelagem Epidemiológica da Universidade e a recomendação do Comitê de Monitoramento e Orientação de Condutas sobre o Novo Coronavírus (SarsCov-2).
As atividades na UFJF já tinham sido suspensas no dia 17 de março de 2020 por causa da pandemia da Covid-19 e, desde então, o Comitê da UFJF recomenda a paralisação dos serviços. A última valia até terça-feira (23).
Leia também:
Comitê da UFJF recomenda suspensão das atividades presenciais até março de 2021
UFJF desenvolve quase 100 pesquisas em combate à Covid-19
No dia 15 deste mês, a instituição divulgou o calendário do primeiro semestre letivo de 2021 que será realizado de forma remota.
VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campo das Vertentes