Companhia aérea Virgin Atlantic descarta regra obrigatória de maquiagem para tripulantes


Além disso, tripulação feminina poderá usar calças como opção padrão em seus uniformes vermelhos. A tripulação feminina da companhia aérea Virgin Atlantic poderá trabalhar sem usar maquiagem e também poderá usar calças como opção padrão em seus uniformes vermelhos, anunciou a empresa nesta terça-feira (5).
Anteriormente as calças, embora permitidas, tinham que ser encomendadas especialmente pelo departamento de uniformes da companhia aérea.
“Não apenas as novas diretrizes oferecem um nível maior de conforto, elas também fornecem à nossa equipe mais opções sobre como querem se expressar no trabalho”, disse a Virgin em comunicado.
E acrescentou: “A tripulação já não é obrigada a usar qualquer tipo de maquiagem, se assim o desejarem. No entanto, continuam a ser muito bem-vindas a usar quaisquer das nossas paletas de maquiagem (incluindo batom e bases) estabelecidas na Virgin”.
As calças estão agora disponíveis como uma opção para todas as mulheres e serão fornecidas como padrão quando se juntarem à Virgin Atlantic.
As mudanças acontecem após o feedback dos funcionários da companhia aérea e, como alguns dos seus concorrentes mais recentes, estão a relaxar as regras para a tripulação.
Várias companhias aéreas, como a British Airways e a Emirates, ainda exigem que a tripulação use maquiagem durante o trabalho, embora em 2016 a British Airways tenha abandonado sua regra de que as mulheres não podiam usar calças.
Tituss Burgess entre a tripulação que fará parte do voo, composta por LGBTs
Divulgação/Virgin Atlantic
Voo gay
A companhia aérea Virgin Atlantic programou seu primeiro voo do Orgulho Gay para transportar os britânicos de Londres a Nova York para o WorldPride 2019 (Parada do Orgulho LGBT) em grande estilo.
Tituss Burgess, conhecido por seu papel no programa da Netflix, “Unbreakable Kimmy Schmidt”, supervisionará os procedimentos, e o voo de seis horas estará repleto de performances ao vivo e aparições de convidados especiais.
O voo será totalmente composto por pilotos, oficiais e tripulantes LGBT. A bordo haverá ainda o DJ Judy Garland a drag queen Bingo. Todas as celebrações serão supervisionadas por Tituss Burgess.
O voo partirá do aeroporto de Heathrow para o de Newark no dia 28 de junho de 2019 e custará a partir de US$ 500 (cerca de R$ 2 mil).