Clipes, série e produtos esgotados: Como influenciadores do ‘BBB20’ ‘trabalham’ mesmo confinados


Manu negocia série, Gabi tem clipes prontos, Bianca anuncia coleção de roupas e Pyong deixou vídeos gravados. Globo diz que contratos são adequados a cada edição do reality. Pyong Lee no ‘BBB20’
Divulgação/TV Globo
Influenciadores nunca deixam suas redes desatualizadas, sequer quando estão na casa do “BBB20”.
Os participantes do grupo Camarote – todos com número significativo de seguidores – são as novidades da edição deste ano, que começou com um embate entre anônimos e famosos.
Com carreiras baseadas em expor a vida na internet, eles reinventaram a forma de disputar o jogo. Alguns continuaram “trabalhando” depois do início do reality.
Bianca Andrade, a Boca Rosa, colhe os resultados desde que foi eliminada na última terça-feira (25).
Nas cinco semanas que permaneceu na casa, a empresária coordenou looks e maquiagens com postagens em redes sociais.
Fotos dela com as mesmas composições que usaria em programas ao vivo foram produzidas em 15 dias, antes do confinamento, e publicadas a cada domingo em seu Instagram. Nove pessoas trabalharam no projeto.
Inicialmente, o retorno não foi o esperado. “Quando ela estava dentro da casa, o resultado era sempre negativo por causa das polêmicas”, conta Kaique Oliveira, estilista da principal marca de roupas parceira da influenciadora.
“As pessoas mandavam e-mails, carinhas de nojo nas redes sociais, diziam que iam parar de seguir a marca.”
Bianca Andrade com um dos looks usados em programas ao vivo do ‘BBB20’ e anunciados em seu Instagram
Reprodução/Instagram/Bianca Andrade
Após a eliminação, as peças usadas por Bianca no “BBB” esgotaram em dois dias. “Estamos sem nada na loja.”
A influenciadora também usou a exposição para fazer propaganda de sua própria marca de cosméticos, a Boca Rosa Beauty.
“Aproveitamos a oportunidade para levar os produtos para uso dentro da casa. Nossa única restrição era a remoção dos rótulos e logomarcas”, diz a mãe de Bianca, Monica Andrade.
A Globo diz que as cláusulas contratuais e regras do “BBB” são adequadas a cada edição do reality e aplicadas para todos os participantes da temporada. Porém, dentro da casa, o que vale são as ações comerciais desenvolvidas pela emissora.
‘Retiro espiritual’
Para não esbarrar em questões contratuais, Manu Gavassi se refere ao “BBB” nas redes sociais como um “retiro espiritual”.
“Pelo contrato, ela fica livre para postar conteúdo nas redes, desde que não use a marca do programa”, explica Felipe Simas, empresário da cantora.
Manu Gavassi e Pyong Lee cumprem castigo do ‘monstro’ enquanto meditam no ‘BBB20’
Divulgação/TV Globo
Antes de entrar na casa, Manu roteirizou e filmou pílulas de sua websérie, “Garota errada”, que são publicadas por sua equipe nas redes sociais. Algumas foram pensadas para situações específicas que ela viveria no jogo.
O projeto é o foco de sua participação no “BBB”. E já há episódios sendo negociados com plataformas de streaming. Segundo Simas, as conversas avançaram após a entrada dela no programa.
Mesmo “no retiro”, Manu lançou um clipe (“Áudio de desculpas”, 3,4 milhões de visualizações) e anunciou a continuação de sua turnê “Cute but psycho”.
Dessa vez, ela cantará em casas maiores para atender o aumento da demanda dos fãs. A produção espera ingressos esgotados para todas as datas.
Manu falou da atual fase da carreira no podcast G1 Ouviu:
Quem também usou o confinamento para alavancar a carreira musical foi Gabi Martins. Elias Gaby, empresária dela, explica:
“Não chamamos de estratégia, mas é uma linha de trabalho. Deixamos cinco clipes de músicas inéditas gravadas para serem lançadas no decorrer do programa.”
Em meio ao vai e vem do namoro com Guilherme dentro do jogo, Gabi lançou aqui fora “Raiz ou Nutella”, com letra sobre um ex-casal ainda apegado. Em semanas, o clipe ganhou o primeiro milhão de visualizações.
‘Estou sendo arrogante?’
Já o youtuber e hipnólogo Pyong Lee tentou zelar por sua imagem, para garantir que não seria “cancelado” no tribunal das redes sociais enquanto estivesse no “BBB”.
A equipe de comunicação do participante diz que ele deixou prontos vídeos sobre temas específicos, que sabia que poderiam ser importantes durante o reality show.
Pyong chora ao ver o rosto do filho pela primeira vez no ‘BBB20’
Reprodução/TV Globo
A produção seguiu a rotina comum de gravações de seu canal no YouTube. A equipe afirma que os vídeos foram feitos sem roteiro, para manter a autenticidade.
Pyong explica, por exemplo, por que disse sim ao “BBB” mesmo com a mulher, Sammy, prestes a dar à luz fora da casa. Jake, primeiro filho do casal, nasceu em fevereiro.
Também responde a curiosidades como qual o seu posicionamento político ou por que quase sempre usa roupas parecidas no programa.
No último vídeo publicado, deste sábado (28), ele pergunta: “estou sendo arrogante no ‘BBB’?”. “Sempre treinei, sem querer, a minha mente (…) [para] reforçar que deveria ter a autoestima lá em cima, a esperança lá em cima. Assim consegui chegar aonde cheguei”, responde.
Resta saber se, com isso, ele também conseguirá superar o paredão desta terça (3). Pyong disputa a permanência no jogo com Guilherme e Gizelly.