Cinemas de Nova York vão reabrir com 25% da capacidade e outras precauções


Associação Nacional de Proprietários de Cinemas dos EUA afirma que reabertura ‘dá confiança para os distribuidores de filmes estabelecerem e manterem suas datas de lançamentos’. Cinema fechado na Times Square
REUTERS/Carlo Allegri
Os cinemas da cidade de Nova York poderão reabrir em março com 25% da capacidade total, com um máximo de 50 pessoas por sessão, afirmou o governador do Estado norte-americano, Andrew Cuomo, nesta segunda-feira (22). 
“Assentos marcados, distanciamento social e outras precauções de saúde serão aplicadas”, disse Cuomo no Twitter.
As restrições e lockdowns impostos para evitar a propagação da pandemia de Covid-19 afetaram as operadoras de cinemas.
Muitas, incluindo a rede de cinemas AMC Entertainment Holdings, estão batalhando para continuar existindo enquanto grandes estúdios como a Walt Disney e a Warner Bros decidiram lançar filmes diretamente em plataformas de streaming online.
Após o anúncio de Cuomo, a AMC disse que irá reabrir todos os seus 13 cinemas na cidade de Nova York a partir do dia 5 de março. A rede Cinemark não respondeu imediatamente a um pedido por comentário. 
“A cidade de Nova York é um mercado gigante para os frequentadores de cinema nos EUA, a reabertura por lá dá confiança para os distribuidores de filmes estabelecerem e manterem suas datas de lançamentos”, afirmou a Associação Nacional de Proprietários de Cinemas dos EUA em nota.
Perdido no Globo de Ouro? Semana Pop tem guia rápido para começar temporada de premiações
VÍDEOS: Saiba tudo sobre cinema e outros temas do entretenimento com o Semana Pop