Cientistas criam ouro um milhão de vezes mais fino que unha humana

O ouro desenvolvido por pesquisadores é considerado o mais fino do mundo

O ouro desenvolvido por pesquisadores é considerado o mais fino do mundo

Reprodução/ Universidade de Leeds

Cientistas da Universidade de Leeds, na Inglaterra, desenvolveram uma nova forma de ouro que contém apenas dois átomos – estrutura composta por próton, nêutron, elétron, núcleo, níveis, subníveis e orbitais que formam a matéria – de espessura. Trata-se do ouro mais fino do mundo, segundo o site da instituição.

Leia também: Carregador de celular ‘pirata’ causa queimadura de 2° grau em jovem

A extensão do ouro é de 0,47 nanômetro, unidade de medida de comprimento equivalente a um milhão de vezes mais fino que uma unha humana. O material é considerado bidimensional, 2D, por apresentar apenas duas camadas de átomos, uma sobre a outra.

O teste de laboratório mostra que o ouro ultrafino é dez vezes mais eficiente do que os catalisadores enzimáticos – enzimas que aumentam a velocidade das reações químicas -, em comparação com as nanopartículas de ouro usadas atualmente em processos industriais.

Leia também: Inteligência artificial e apps ajudam o desempenho dos atletas

Os pesquisadores da universidade creem que o novo material pode se tornar base para enzimas artificiais com potencial em teste de diagnóstico médico e em sistema de purificação de água.

O estudo foi publicado no site Advanced Science. A principal autora do estudo, Sunjie Ye, da Universidade de Leeds, disse ao portal da instituição que, o trabalho é uma conquista histórica.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Deborah Giannini