Cidades da região retomam ensino presencial e salas com 100% da capacidade


Em São José dos Campos e Jacareí os alunos voltam com 100% da capacidade. Em Taubaté, pela primeira vez desde março de 2020, os alunos vão ter aulas presenciais, mas com capacidade reduzida. Professora com face shield acompanha aluna usando máscara em sala de aula em São José dos Campos
Claudio Vieira/ PMSJC
Com o fim do recesso de julho, os alunos da rede pública em Taubaté, São José dos Campos e Jacareí voltam à sala de aula nesta segunda-feira (2). Em São José dos Campos e Jacareí os alunos voltam com 100% da capacidade. Em Taubaté, pela primeira vez desde março de 2020, os alunos vão ter aulas presenciais, mas com capacidade reduzida.
Volta às aulas: especialistas explicam em 10 pontos como fazer um retorno mais seguro
Após o decreto estadual, algumas cidades da região decidiram retomar as aulas presenciais com 100% dos alunos. Este é o caso de São José dos Campos e Jacareí, que ampliaram a capacidade de público com a volta às aulas.
Em São José dos Campos todas as escolas retornaram com 100% da capacidade nesta segunda-feira. Os alunos e professores passaram por uma adaptação e apresentação de protocolos uma semana antes.
Psicopedagoga fala sobre preparo das crianças para volta às aulas
Já em Jacareí, a retomada com a capacidade total das salas foi mantida, mas com início de forma escalonada para que os alunos se adaptem aos protocolos. Para o Ensino Infantil e Fundamental vão ser quatro dias de aula presencial e um de forma remota. Para as creches e para o Ensino de Jovens e Adultos (EJA) as aulas acontecem nos cinco dias.
Em Taubaté, pela primeira vez desde a suspensão das aulas presenciais com o anúncio da pandemia da Covid-19 as salas voltam a receber alunos. A cidade chegou a tentar retomar o ensino presencial, mas com casos de coronavírus em professores e alunos decidiu suspender a medida, que foi retomada nesta segunda-feira (2).
Apesar disso, as salas vão ser reabertas com 50% da capacidade. Alunos da educação infantil terão revezamento semanal. Já as crianças em educação integral terão aulas todos os dias, mas apenas em um período. Os berçários voltam a partir de 16 de agosto. Apesar do retorno, os pais podem manter os alunos apenas com ensino remoto, que segue sendo oferecido.