Caoa Chery reverte demissões na fábrica de de motores em Jacareí, diz sindicato


Nesta quinta (19) funcionários da fábrica realizaram uma paralisação em protesto contra as demissões. Caoa Chery reverte demissões na fábrica de de motores em Jacareí, diz sindicato
Divulgação/Chery
O Sindicato dos Metalúrgicos divulgou que, após negociação com a Caoa Chery na tarde desta quinta-feira (19), a empresa aceitou reverter a demissão em massa dos trabalhadores da fábrica de motores na planta de Jacareí (SP). A montadora chinesa foi procurada pelo G1, que aguardava retorno até a publicação da reportagem.
Durante esta quinta, funcionários da fábrica realizaram uma paralisação em protesto contra as demissões. O sindicato também corrigiu o número de demitidos, que é de 70 e não 59 como informado anteriormente.
Apesar de recontratados, o esquema de trabalho será diferente, segundo a entidade. Os funcionários ficarão em esquema de lay-off, em casa, realizando apenas cursos de qualificação, mas com estabilidade garantida até junho.
Os trabalhadores readmitidos, segundo o sindicato, representa cerca de 10% do quadro de funcionários, que tem 540 empregados. Com as demissões, a fábrica de motores seria fechada na planta de Jacareí. Não há informações se a produção será mantida na fábrica.
Na manhã desta sexta-feira (20), o sindicato fará uma assembleia na porta da Chery com os trabalhadores, onde será votado o acordo fechado com a empresa.