Caoa Chery encerra produção do QQ na fábrica em Jacareí


Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, o carro não tem produção na unidade desde agosto. Chery New QQ tinha produção nacional desde 2016 na planta da montadora em Jacareí
Alan Morici/G1
A montadora Caoa Chery confirmou nesta sexta-feira (22) que o modelo subcompacto QQ parou de ser fabricado em Jacareí (SP) — única fábrica da empresa que produzia o modelo no país. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, o carro não tem produção na unidade desde agosto.
De acordo com a montadora, essa é uma decisão estratégica da marca, que quer focar os negócios nas linhas de SUVs e sedãs. A planta produz os modelos Tiggo 2 e Arizzo 5.
O QQ está no mercado nacional desde 2011, sendo primeiro importado da China. A produção nacional começou em 2016.
“A Caoa Chery destaca ainda que sua rede de concessionárias em todo o Brasil segue preparada para atender qualquer demanda relacionada ao QQ, tanto com a disponibilidade de peças quanto nos serviços de pós-venda”, destacou a nota da assessoria de imprensa da marca.
O diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, que representa os trabalhadores da Caoa Chery de Jacareí, informou que a decisão da empresa não deve impactar os empregos na unidade. A fábrica tem cerca de 600 funcionários.
“A empresa tem uma linha de produção versátil, que ‘roda’ mais de um modelo. Então ao invés de produzir o QQ, a Caoa optou pela produção de veículos que geram um lucro maior para empresa. Se for produzir o QQ aqui, tem que produzir menos Tiggo ou Arizzo”, explicou.
Planta da Chery em Jacareí emprega cerca de 500 trabalhadores
Divulgação/CAOA Chery