‘Calma, Juliette, o cara só foi educado’: MC faz funk com ‘perseguição’ a Fiuk no ‘BBB21’


MC WC, de Nova Iguaçu (RJ), diz que ‘muitas meninas se identificam’ com advogada que se apegou a Fiuk. Funk superou 2 milhões de cliques em 24h. Ele fez ‘Tropa do Prior’ em 2020. MC WC faz funk inspirado em Juliette e Fiuk no ‘BBB21’
Wesley Costa, o MC WC, assiste o “BBB” com o mesmo carinho que Juliette olha para o Fiuk. Afinal, o reality rendeu ao músico de Nova Iguaçu (RJ) seus maiores sucessos. O mais recente é sobre a obsessão da advogada paraibana pelo filho de Fábio Jr. Ouça acima.
Fã do programa, o músico de 27 anos conta ao G1 que estava assistindo ao primeiro dia do confinamento do “BBB21” quando notou o apego instantâneo de Juliette. Não foi só ele: as redes ficaram cheias de comentários sobre os elogios incessantes dela a Fiuk.
Na mesma hora, o MC e produtor ligeiro gravou os versos:
“Calma, Juliette, o cara só foi educado / Disse ‘oi, tudo bem, obrigado’, e tu chamou de namorado / Já tá fazendo até planos, olha só que imaginação / Chamou a Cleo de cunhada e o Fábio de sogrão”.
Em 24 horas, o funk foi ouvido mais de 2 milhões de vezes no Instagram em 700 mil vezes no Twitter.
Juliette e Fiuk no ‘BBB21’
Reprodução / TV Globo
“Acho que é pelo jeito engraçado dela. Normalmente o homem corre atrás. Mas eu nem fiz para ‘zoar’. Tanto que muitas meninas se identificam. A música fluiu”, diz Wesley sobre a faixa viral.
‘Tropa do Prior’
Este já o segundo sucesso do MC WC inspirado no “BBB”. Em 2020, ele emplacou a “Tropa do Prior”, adotada até por Neymar em apoio ao concorrente da edição passada.
Initial plugin text
“Os jogadores dançaram, virou uma coisa de doido”, ele lembra sobre o sucesso anterior. “Se não fosse a pandemia, daria para aproveitar mais”, lamenta Wesley.
Ele não tem outro trabalho, e o objetivo hoje é engatar a carreira profissional na música. 
Enquanto isso, ele fica atento ao programa. “Gostei do Caio. Mas minha torcida mesmo é da Camilla de Lucas, porque ela é daqui de Nova Iguaçu”. Novos funks não devem demorar.
O MC WC, de Nova Iguaçu (RJ)
Arquivo Pessoal