Broadway volta à ativa com grandes esperanças e algum nervosismo


18 musicais e cinco peças vão estrear nas próximas semanas após um ano e meio de interdição. Produtora Tailor Annette Lovece ajusta roupa do ator Ben Crawford em prova de figurino do ‘Fantasma da Opera’, na retomada dos musicais da Broadway
Reuters/Caitlin Ochs
Toda a animação da Broadway está voltando neste mês depois da interdição de 18 meses por conta da pandemia, com esperanças de que os norte-americanos tenham sentido falta do teatro ao vivo tanto quanto atores e produtores.
Uma promoção em vídeo impactante de Oprah Winfrey, um especial de televisão, ingressos reembolsáveis e uma semana de apresentações ao ar livre na Times Square da cidade de Nova York ressaltarão os 18 musicais e as cinco peças que abrirão ao longo das próximas semanas.
“Acho que as plateias estão salivando para voltar ao entretenimento ao vivo”, opinou Ken Davenport, produtor de “Kinky Boots” e “Once on This Island”.
Protocolos combinados com sindicatos, produtores e autoridades municipais de Nova York estipulam que atores, plateias, músicos e funcionários de bastidores precisam estar totalmente vacinados contra o coronavírus e que as plateias têm que usar máscaras, mas a lotação das salas de espetáculo não terá limitações.
EUA: Broadway anuncia retorno dos espetáculos para 14 de setembro