BNDES lança linha de financiamento para investimentos de empresas de médio porte


Novo produto apoiará investimentos no valor mínimo de R$ 10 milhões e poderá ser contratado diretamente com o banco estatal. Estimativa é contratar cerca de R$ 2 bilhões por ano. Sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fica no Centro do Rio de Janeiro
Divulgação/BNDES
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta sexta-feira (17) o lançamento de uma linha de crédito voltada para empresas de médio porte. O objetivo é incentivar investimentos no valor mínimo de R$ 10 milhões em obras civis, montagens e instalações, móveis e utensílios, máquinas e equipamentos e inovação, dentre outros.
A estimativa do BNDES é contratar cerca de R$ 2 bilhões por ano.
A nova linha de financiamento, batizada de “BNDES Crédito Direto Médias Empresas”, poderá ser contratada diretamente com o banco estatal.
Segundo o BNDES, as médias empresas são um segmento prioritário para o BNDES, por sua “capacidade de gerar emprego e incorporar novas tecnologias”.
“O banco pretende atuar em um nicho ainda pouco atendido. Considerando o peso do segmento (29% do PIB industrial do País), a avaliação é de que melhorias nas empresas desse porte tendem a gerar impacto positivo na economia do País”, destacou o BNDES, em comunicado.
Condições
Além dos investimentos em obras civis, montagens e instalações, móveis e utensílios, a linha poderá destinar para capital de giro até 40% do valor contratado. Os gastos podem ocorrer em até 5 anos.
Segundo informou o BNDES, o prazo total de pagamento será de até 120 meses para investimentos (incluindo até 24 meses de carência) e de 48 meses para giro (incluindo até 12 meses de carência).
O custo financeiro será a Taxa de Longo Prazo (TLP), mais spread de risco e remuneração básica, que varia de 1,7% ao ano (para investimentos) a 2,1% ao ano (para capital de giro).
No 1 trimestre, os desembolsos do BNDES cresceram 30% na comparação com o mesmo período de 2018. Ao todo, as liberações somaram R$ 14,48 bilhões. Para o ano, a expectativa do BNDES é de emprestar R$ 70 bilhões em 2019, o que corresponde a um leve alta em relação ao ano passado, mas em junho provavelmente será feita uma reavaliação.