Biden diz que professores e funcionários de escolas deveriam ter preferência na vacinação


O CDC classifica este grupo como prioritário – depois dos trabalhadores da saúde – para receber a vacina contra a Covid-19. Apenas 28 estados e a capital americana já começaram a vacinar seus educadores. Presidente dos EUA, Joe Biden, em sessão de perguntas com o público em Milwaukee, em 16 de fevereiro de 2021
Leah Millis/Reuters
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na terça-feira (16) que professores e funcionários de escolas deveriam ter preferência, dentro da lista de prioridades, para receber a vacina contra a Covid-19.
“Acho que os professores e as pessoas que trabalham nas escolas, no refeitório, e outros, deveriam estar na lista preferencial para receber a vacina”, disse Biden em uma sessão de perguntas do público transmitida pela rede americana CNN.
A recomendação do presidente americano é a mesma definida pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) ainda no final de dezembro do ano passado. No entanto, apenas 28 estados e a capital Washington D.C., começaram a vacinar este grupo.
Reportagem em atualização.