‘Batwoman’: Ruby Rose denuncia abusos na gravação da série


Atriz diz que executivos forçavam gravações mesmo com ela e dublês feridos, que eles tentaram esconder acidentes e praticaram diversas formas de abuso com o elenco. Ruby Rose em cena de ‘Batwoman’
Divulgação
Ruby Rose, atriz que interpretou a Batwoman na série de TV, denunciou vários abusos praticados por executivos em seu perfil no Instagram na madrugada desta quarta-feira (20). Ela pediu para os fãs pararem de insistir em sua volta à série e explicou os motivos.
A atriz australiana foi anunciada como Kate Kane / Batwoman na série do canal CW em agosto de 2018 e anunciou sua saída da produção em maio de 2020.
Ela diz que passou por uma cirurgia de emergência na coluna após sofrer fraturas que podiam tê-la deixado paraplégica. Mas os produtores da série a forçaram a voltar ao set 10 dias após a cirurgia.
Ruby diz que, durante a gravação de uma cena, sofreu “cortes tão perto do rosto que poderia ter ficado cega”.
Ruby Rose também diz que foi obrigada a cobrir ferimentos que sofreu nas gravações para gravar um vídeo para a San-Diego Comic Con, justificando sua ausência no evento, ao qual foi proibida de ir.
Ruby Rose mostra fratura na coluna causadas por gravações de Batwoman. Ela diz que foi forçada a voltar ao set 10 dias após cirurgia de emergência
Reprodução
Ela diz que vários membros da equipe e dublês se feriam nas gravações e eram obrigados a continuar trabalhando. Um deles teria sofrido queimaduras de 3º grau no rosto e no corpo, e forçado a gravar uma cena de sexo logo depois. Uma mulher teria ficado tetraplégica.
Em seu relato, Ruby diz que “perdemos dois dublês”, mas não deixa claro o que aconteceu com essas duas pessoas – se elas saíram da produção, se ficaram feridas e não puderam gravar ou se morreram.
Ela também afirma que o produtor Peter Roth assediou sexualmente mulheres da equipe e que ele teria contratado um detetive particular para segui-la.
As gravações de “Batwoman” continuaram durante a pandemia mesmo depois que outras séries da CW já tinham parado, afirma a atriz.
“Eu não voltaria por nenhum dinheiro ou nem mesmo se uma arma fosse apontada na minha cabeça”, ela disse.
A emissora e os executivos não responderam às acusações até a publicação deste texto.
Assista ao trailer de ‘Batwoman’