Banda Maglore revitaliza sobra de álbum de 2017 em gravação aditivada com a voz e o violão de Josyara


♪ Banda baiana residente na cidade de São Paulo (SP), Maglore vem desengavetando músicas gravadas para o último álbum de estúdio do grupo, Todas as bandeiras (2017), mas limadas da seleção final de repertório do disco editado há três anos.
Um mês após reapresentar a canção Não existe saudade no Cosmos (Teago Oliveira, 2018) com adição da guitarra de John Ulhoa e da voz de Fernanda Takai, a Maglore revitaliza Liberta, música até então inédita em disco. O single Liberta foi lançado na sexta-feira, 27 de novembro.
Capa do single ‘Liberta’, da banda Maglore com Josyara
Divulgação
Feita entre o fim de 2016 e o início de 2017 pelo principal compositor da Maglore, Teago Oliveira, em parceria com Lucas Gonçalves (baixista então recém-admitido na banda), a música Liberta sai da gaveta em single que apresenta a gravação de 2017, mas turbinada com a voz e o violão de Josyara, cantora, compositor e instrumentista baiana, conterrânea da Maglore.
O convite a Josyara foi feito para realçar as intenções da letra de Liberta, escrita com múltiplos sujeitos, como se cada verso fosse cantado por uma pessoa diferente.
Ao desengavetar Liberta, a banda Maglore esvazia o baú com registros relativos ao disco Todas as bandeiras, fechando o ciclo vital do melhor álbum desse grupo que está em cena desde 2009.