Banda Black Pantera dispara single ‘Seis armas’ para alvejar o fácil acesso a munições


♪ Banda mineira de rock que carrega o peso do ativismo político, Black Pantera dispara single inédito, Seis armas, em que alveja a decisão do governo federal de publicar decreto para ampliar (ainda mais) o acesso a munições no Brasil em momento em que todas as prioridades deveriam estar concentradas na compra de vacinas para frear o avanço da pandemia no país.
Seis armas é composição de autoria dos integrantes desse trio de hardcore punk – Charles Gama (voz e guitarra), Chaene da Gama (baixo e voz ) e Rodrigo Pancho (bateria) – em parceria com Rodrigo Lima e Matheus Maestronato.
Em rotação desde sexta-feira, 23 de abril, em edição da gravadora Deck, o single Seis armas chega ao mercado fonográfico acompanhado de lyric video dirigido por Pedro Hansen para enfatizar o recado dp Black Pantera, sintetizado no refrão “Seis armas para mim / Seis armas para você / Vacina para ninguém / Deixa o povo sufocar até morrer”.
Capa do single ‘Seis armas’, da banda Black Pantera
Divulgação
♪ Eis, a propósito, a letra direta da música inédita do trio Black Pantera:
Seis armas (Charles Gama, Chaene da Gama, Rodrigo Pancho, Rodrigo Lima e Matheus Maestronato)
“Vivendo só de luto
Morrendo em meio a luta
Genocídio segue em curso
Negação absoluta
Um país inteiro respira por aparelhos
E não mais enxerga seu reflexo no espelho
Vive em Estado de guerra permanente
Esquece seus mortos
Enterra os doentes
Falta leito
Sobra leite condensado
Canceladores
Cancelam pretos cancelados
O vírus, o verme
De Brasília lado a lado
Tá tudo certo mesmo estando tudo errado
Somos uma câmara de gás
A céu aberto
Reescrevam a bandeira
Desordem e Retrocesso
Seis armas para mim
Seis armas pra você
Vacina pra ninguém
Deixa o povo sufocar até morrer
Mais de 300 mil mortes até aqui
Chega de frescura
Chega de mimimi
E daí?
Quer que eu faça o que????
Vacina pra mim
Cloroquina pra você
Vacina pra mim
Cloroquina pra você
Somos uma câmara de gás, a céu aberto
Reescrevam a bandeira
Desordem e Retrocesso
Seis armas para mim
Seis armas pra você
Vacina pra ninguém
Deixa o povo sufocar até morrer”