Audi Q7 ganha novo visual e fabricante promete versões híbridas


Maior SUV da marca poderá ser carregado na tomada. Interior ganhou segunda tela sensível ao toque. Audi Q7 2020
Divulgação
Quase quatro anos depois de ser lançada, a nova geração do Audi Q7 passa pela primeira plástica no visual. Ela foi apresentada nesta quarta-feira (26), e começa a ser vendida na Europa no meio de setembro. Por aqui, ainda não há previsão de chegada.
As novidades estão “na cara”, e incluem uma nova grade, com barras verticais, como no Q8, para-choque com tomadas de ar mais generosas e nova assinatura de LED. Opcionalmente, o conjunto pode receber faróis a laser.
Na traseira, o SUV ganhou uma barra cromada ligando as lanternas. Por sinal, elas tiveram as lentes reprojetadas.
Audi Q7 2020
Divulgação
O Q7 também ganhou melhorias no conjunto mecânico. A fabricante ainda não detalhou todas as motorizações, mas disse que haverá motores a gasolina e a diesel, além de um híbrido plug-in (que pode ser carregado na tomada).
A Audi também introduziu um sistema híbrido leve de 48 volts. A energia armazenada pela bateria pode impulsionar o veículo por até 40 segundos, em condições específicas. Além disso, um gerador ainda é o responsável por dar a partida no motor a combustão em velocidades de até 22 km/h.
A cabine do Q7 passou por uma atualização mais profunda. O visual agora lembra o do sedã de luxo A8. Além da central multimídia, agora sensível ao toque, há uma segunda tela, abaixo, que centraliza os comandos de ventilação, antes por botões.
Audi Q7 2020
Divulgação