ANTT suspende transporte rodoviário internacional de passageiros

Resolução também permitiu a redução de frequência em rotas nacionais por causa da crise do coronavírus. ANTT também determinou a higienização da frota de veículos das empresas. A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) informou nesta quarta-feira (18) que suspendeu o transporte rodoviário internacional de passageiros. Com a decisão tomada pela agência não serão mais permitidas viagens internacionais por ônibus.
A proibição, segundo resolução da ANTT, vale para o transporte de fretamento, e semiurbano em região de fronteira, realizada por empresas brasileiras e estrangeiras.
Em nota, a agência informou ainda que permitiu a redução de frequência de horários em rotas nacionais por causa da “contingência que o país está atravessando” em decorrência da crise provocada pelo coronavírus.
A agência informou ainda que as empresas ficam obrigadas a fazer a higienização da frota “por métodos que eliminem e impeçam a proliferação de vírus, bactérias, fungos, ácaros e microrganismos nocivos à saúde”.
Na terça-feira a ANTT havia divulgado uma série de recomendações para as empresas e passageiros do transporte público interestadual para evitar a proliferação do novo coronavírus. Entre as regras, estão o uso de máscaras por que estiver gripado e a esterilização, após cada viagem, dos pega-mãos, corrimãos, catracas e equipamentos de bilhetagem.
Veja as recomendações da Agência Nacional de Transportes Terrestres:
Para os passageiros
Se estiver com sintomas de gripe, especialmente com febre, evite utilizar o transporte público, fazendo-o somente usando máscara e se houver estrita necessidade.
Quando for tossir ou espirrar, é necessário cobrir a boca e o nariz com o cotovelo/antebraço – quando se usa a mão, há uma maior possibilidade de transmitir o vírus pelo toque ou depositá-lo em alguma superfície do veículo, como, por exemplo, pega-mãos, corrimãos, barras de apoio, catracas, leitores de bilhetes/cartões e dinheiro.
Evite tocar nos olhos, no nariz e na boca sem higienizar as mãos.
Sempre lave as mãos com água e sabão. A dica é lavá-las enquanto se canta parabéns mentalmente ou se conta até 20 (esse tempo é necessário para uma higienização adequada). Outra opção é utilizar álcool em gel 70%.
Durante a viagem, se possível, abra a janela do veículo e o mantenha bem ventilado.
Se você for idoso, procure evitar o transporte público em horários de pico.
Seguindo recomendações de higiene e educação, já é possível reduzir a transmissão do vírus.
Consulte fontes confiáveis e evite notícias falsas – fake news.
Para as empresas
Mantenha os ônibus limpos, higienizando/esterilizando, após cada viagem, os pega-mãos, corrimãos, catracas, equipamentos de bilhetagem e demais superfícies onde há o constante contato das mãos dos passageiros, do motorista e do cobrador.
Mantenha o interior do veículo bem ventilado, preferencialmente com ventilação natural.
Instrua/treine a tripulação sobre os meios de transmissão do coronavírus, de forma a evitar a transmissão e o contágio, transformando-os em multiplicadores/disseminadores dessas informações aos demais colegas de trabalho e aos passageiros. Consulte fontes confiáveis, evite notícias falsas (fake news).
Disponibilize álcool em gel 70% para os motoristas, cobradores e passageiros e, se possível, máscaras para as pessoas que apresentarem sintomas semelhantes aos de gripe, visto que o contágio pelo vírus pode se dar pelo toque de mãos e, apesar de não ser muito conhecido, por meio de objetos contaminados (cartões, moedas etc.).
Outras medidas de higienização devem ser realizadas, em especial no sistema de ar condicionado do veículo.
Se perceber que algum membro da equipe está com os sintomas, afaste-o das suas funções imediatamente.
Initial plugin text