Anel de Elvis e gravações de Woodstock se destacam em leilão de Hollywood


Anel de ouro e diamente usado por Elvis Presley deve valer até US$ 500 mil (cerca de R$ 2,7 milhões).
Anel de Elvis Presley será leiloado em Los Angeles
GWS Auctions/ Reuters
Um anel de ouro e diamante usado por Elvis Presley deve ser vendido por mais de 500 mil dólares (cerca de R$ 2,7 milhões) em um leilão de suvenires, realizado em Los Angeles, que vai de guitarras de rock a um conjunto de fitas das gravações originais do festival de Woodstock.
O anel de Elvis é descrito como o primeiro de uma série de anéis com as letras TCB (Cuidando Dos Negócios, em inglês) e emblema de raio que o cantor adotou em 1969.
“É a quintessência das joias de Elvis”, disse Brigitte Kruse, fundadora da casa de leilões GWS Auctions.
Serão leiloados mais de 300 itens no dia 28 de novembro. O lote mais caro pode ser uma coleção de fitas originais do festival de Woodstock de 1969 que ficou guardada durante mais de 10 anos no depósito de um produtor e nunca foi posta à venda.
As mais de 700 horas de gravações, avaliadas de forma independente em 1,6 milhão de dólares, incluem apresentações de Jimi Hendrix, Janis Joplin, The Who e dúzias de outros artistas que participaram do que é visto como o pilar da cultura hippie.
Kruse disse que é difícil estimar por quanto as fitas de Woodstock podem ser vendidas. “Não há nada que se compare”, disse. “De vez em quando trombamos com estas peças que são realmente excepcionais e coisas que você nem imaginaria que ainda existem.”