‘A indomada’ chega ao Globoplay com assombração do cadeirudo e crítica à hipocrisia religiosa


Realismo fantástico de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares tem rixa entre Adriana Esteves e Eva Wilma. Relembre história e veja curiosidades e fotos. Eva Wilma em ‘A Indomada’
Jorge Baumann/Globo
“A indomada” assustou as crianças nos anos 1990 com assombração urbana e divertiu os espectadores com bordões vilanescos.
Nesta segunda (31), a novela de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares chega ao Globoplay. Para ajudar a relembrar a história, o G1 publica curiosidades, com dados do Memória Globo.
A trama se passa na fictícia Greenville, ocupada pelos ingleses. Na primeira fase, Eulália de Mendonça e Albuquerque (Adriana Esteves) se apaixona por Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli), cortador de cana, e sofre rejeição da família. Grávida, ela foge das ameaças do irmão, Pedro Afonso (Cláudio Marzo), e da cunhada, Altiva (Eva Wilma).
Anos depois, Lúcia Helena, filha de Eulália, volta à cidade para reconquistar o patrimônio da família, perdido para o forasteiro Teobaldo Faruk (José Mayer). Helena decide reabrir a antiga usina da família e enfrentar armações da tia Altiva.
A novela alfinetava a falsa moral religiosa. Ao lado de suas amigas carolas, Altiva implica com a prostituta Zenilda (Renata Sorrah) e outras trabalhadoras da Casa de Campo sem saber que seu marido é frequentador assíduo do bordel.
A vilã também era alívio cômico da trama, com seus bordões, uma mistura do sotaque nordestino e inglês: “Well!”, “Oxente, my God!” e “Tudo all right” não saíam da boca de Altiva.
A Indomada: Final de Altiva
Veja curiosidades e bastidores de ‘A indomada’
O cadeirudo: Uma figura misteriosa, com andar peculiar, assombra a cidade e ataca as mulheres em noites de lua cheia. O personagem deu o que falar.
A Indomada: Revelação da identidade do “Cadeirudo”
Brasil ao Japão: Em uma das cenas de realismo fantástico, o delegado Motinha (José de Abreu) cai num buraco e vai parar no Japão. O tema fez sucesso e virou assunto de várias conversas na rua.
Anjo Emanoel: Emanoel (Selton Mello) é filho de Teobaldo (José Mayer) e um jovem excepcional.Depois de brigar com Altiva, Emanoel sente dores e se contorce até virar um anjo.
A Indomada: Emanoel vira anjo
Mesmo personagem, duas novelas: O deputado Pitágoras (Ary Fontoura) voltou também apareceu em “Porto dos Milagres” (2001), dos mesmos autores Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares.
Abertura: Maria Fernanda Cândido era modelo quando estrelou a abertura da novela. Dois anos depois, ganhou seu primeiro papel na televisão, em “Terra Nostra”.
A Indomada (1997): Abertura
Romance proibido: No início da novela, Zenilda tinha um romance com Vieira (Catarina Abdala). Mas a história não foi bem recebida pelo público, e os autores investiram no romance de Zenilda com Pedro Afonso.
Carlos Alberto Riccelli e Adriana Esteves em ‘A Indomada’
Jorge Baumann/Globo
Karla Muga, Ingra Liberato e Renata Sorrah em ‘A Indomada’
Jorge Baumann/Globo
Paulo Betti e Betty Faria em ‘A Indomada’
Arley Alves/Globo
José Mayer e Adriana Esteves em ‘A Indomada’
Arley Alves/Globo
Selton Mello em ‘A Indomada’
Jorge Baumann/Globo
Rodrigo Faro, Sônia de Paula e Licurgo Spínola em ‘A Indomada’
Jorge Baumann/Globo
Cláudio Marzo em ‘A Indomada’
Jorge Baumann/Globo
Ary Fontoura em ‘A Indomada’
Arley Alves/Globo
Eva Wilma em ‘A Indomada’
Reprodução/Globo