6 palavras que o brasileiro herdou do japonês


Há palavras que usamos no português que, de cara, podemos identificar uma relação direta com a língua japonesa. Mas outras, que também trouxemos para o português, talvez você use sem se dar conta da origem. Além de sushi: você conhece palavras fora da culinária que vêm do japonês?
Getty Images via BBC
Há palavras que usamos no português que, de cara, podemos identificar uma relação direta com a língua japonesa — estão aí o sushi e o karatê para provar isso.
No entanto, nem todas as palavras de origem japonesa que o brasileiro pegou para o seu vocabulário (e os falantes da língua espanhola também) têm uma relação tão clara.
Enumeramos aqui seis termos que trouxemos para o português e que talvez você use sem se dar conta da procedência nipônica.
1. Soja
A soja — grão cujo maior produtor mundial é o Brasil — tem origem fora do nosso país. O grão veio da Ásia e a palavra também: tem origem no japonês (shoyu).
As sementes de soja são ricas em óleo e proteínas e são usadas para a produção de leite, queijo, óleo de cozinha – além de óleo para produção de biodiesel e também como farelo na produção de ração para suínos e aves.
VEJA TAMBÉM:
Produção de soja dispara no Brasil; veja os principais motivos
Brasil é o 4º maior produtor de grãos e tem 50% do mercado de soja, diz estudo
Grãos de soja
Allyj para Pixabay
2. Tsunami
Nos últimos vinte anos, os tsunamis no Oceano Índico em 2004 e no Japão em 2011 foram catástrofes que deixaram milhares de mortos.
O tsunami é uma grande onda ou uma sucessão de ondas marinhas que se deslocam em alta velocidade e que se tornam catastróficas ao atingir profundidades menores, invadindo as praias.
Esse fenômeno pode ocorrer devido a abalos sísmicos no fundo do oceano, erupção vulcânica ou, ainda, deslizamentos.
O que aconteceu foi que essas tragédias começaram a ser conhecidas mundialmente como a palavra japonesa tsunami — inclusive no espanhol, por exemplo.
VEJA TAMBÉM:
Corpo de vítima de tsunami no Japão é encontrado quase 10 anos após a tragédia
10 anos de Fukushima: o dia em que o Japão foi atingido por terremoto, tsunami e acidente nuclear
VÍDEO: veja Fukushima e Miyagi, subsedes das Olimpíadas, antes e depois do tsunami de 2011
VÍDEO: Fukushima e Miyagi vão sediar Olimpíadas do Japão 10 anos depois de tsunami
Embora não seja uma palavra nova, “com o tsunami de 2004 e depois em 2011 observou-se aumento do número de vezes que é usado”, disse Rafael Fernández Mata, professor de espanhol na Universidade de Córdoba, Espanha, e autor de diversos estudos sobre uso do japonês no espanhol.
Em japonês a palavra tsunami significa algo como “onda de porto” (tsu = porto; nami = onda) ou maremoto.
3. Biombo
Biombo: vem do japonês e significa algo como ‘proteção ao vento’
Getty Images via BBC
Sabe o biombo, aquela estrutura de peças de madeira ou tecido, que se abre e se fecha, geralmente usada para separar ambientes? Vem do japonês também (byōbu) e significa algo como “proteção do vento”.
Além do uso literal da palavra no português, o dicionário Michaelis também prevê o uso dessa palavra em sentido figurado, para se referir a uma ação que serve para encobrir um dano ou um defeito.
4. Emoji 😃
Outra palavra japonesa que adotamos no português é o emoji. A palavra “emoji” vem da união de “e”, que significa imagem em japonês, e “moji”, que tem a ver com letra.
Sua definição diz que é uma pequena imagem ou ícone digital que é usado nas comunicações eletrônicas para representar uma emoção, objeto ou ideia.
5. Futon
Futon vem de… futon, em japonês.
É um tipo de colchão bem fino, que parece uma grande almofada, usado na tradicional cama japonesa. Eles são baixos, com cerca de 5cm de altura, e são preenchidos geralmente com algodão, lã ou material sintético.
6. Karaokê
Karaokê é mais uma palavra que vem do japonês. É uma mistura de palavras que significam “vazio” e “orquestra”.
O significado da palavra toda você já sabe: é aquele lugar em que um cantor amador canta ao mesmo tempo em que roda uma música instrumental gravada.