18 elefantes são achados mortos na Índia; raio pode ter sido a causa


Animais foram encontrados na reserva florestal de Kandali, no nordeste do país. Uma investigação sobre a causa das mortes foi aberta. Mulher ao lado das carcaças de elefantes encontrados mortos na Índia. Eles possivelmente morreram por causa de um raio, no sopé da reserva Kundoli, em 14 de maio de 2021.
Anuwar Hazarika/Reuters
Ao menos 18 elefantes foram encontrados mortos no estado de Assam, no nordeste da Índia, anunciaram autoridades locais nesta sexta-feira (14). Uma investigação sobre a causa das mortes foi aberta, e acredita-se que os animais podem ter sido vítimas de um raio.
O ministro das Florestas de Assam, Parimal Suklabaidya, expressou seu profundo pesar pela morte dos animais e disse que eles podem ter sido mortos por um raio que atingiu a reserva florestal de Kandali, no distrito de Nagaon, na noite de quarta-feira (12).
“É muito doloroso ver elefantes morrerem assim. Mas temos que esperar pelo relatório post-mortem para saber a causa exata”, disse Suklabaidya à imprensa no local da tragédia, que fica a cerca de 150 km a sudeste de Guwahati, a capital do estado.
Carcaças de elefantes que, segundo autoridades florestais, possivelmente morreram por causa de um raio no nordeste da Índia em 14 de maio de 2021
Anuwar Hazarika/Reuters
O primeiro-ministro de Assam, Himanta Biswa Sarma, disse em comunicado estar preocupado com a morte de “tantos elefantes”.
Cerca de 30 mil elefantes vivem na Índia, o equivalente a 60% da população de elefantes selvagens da Ásia.
Homem usa machado para remover a tromba de um elefante que morreu possivelmente por um raio no sopé da reserva Kundoli, no distrito de Nagaon, no estado de Assam, na Índia, em 14 de maio de 2021
Anuwar Hazarika/Reuters
Imagem do vídeo mostra um menino de uma aldeia indiana prestando homenagem a um dos 18 elefantes selvagens asiáticos encontrados mortos na reserva florestal protegida de Kondali, no nordeste do estado de Assam, na Índia
KK Produções via AP
VÍDEOS: as últimas notícias internacionais