Zeca Baleiro, Moska e Pedro Mariano dão vozes às músicas d’A Banda que Nunca Existiu


Primeiro álbum do projeto idealizado pelos compositores Humberto Lyra e Luiz Pissutto tem lançamento previsto para 2021. Humberto Lyra, Augusto Licks, Zeca Baleiro e Luiz Pissuto em gravação do disco da ABQNE
Marie Kappel / Divulgação
♪ Programado para ser lançado em 2021, o primeiro álbum d’A Banda que Nunca Existiu concretiza, após 30 anos, um projeto musical idealizado no início dos anos 1990 pelos compositores Humberto Lyra e Luiz Pissutto.
No disco, cantores como Paulinho Moska, Pedro Mariano e Zeca Baleiro – padrinho desse projeto de nome abreviado para ABQNE – dão vozes ao cancioneiro inédito composto por Lyra com Pissutto a partir da década de 1990.
Descoberto em 2015 por Lyra em caderno encontrado durante faxina, esse repertório desde então vem sendo atualizado e ganhando forma com os toques de músicos como o guitarrista Tuco Marcondes e o tecladista Adriano Magoo.
Ex-integrante do grupo gaúcho Engenheiros do Hawaii, o guitarrista Augusto Licks pôs voz na música Só uma vez. Pedro Mariano gravou Essa canção. Ambas as faixas já foram previamente lançadas em singles.
Ainda indisponíveis, outras músicas inéditas – como Alice (na voz de Moska) e Zero grau (composição confiada a Zeca Baleiro) – integram o repertório do primeiro álbum d’A Banda que Nunca Existiu.
O time de intérpretes do álbum da ABQNE também inclui André Abujamra e Luana Camarah.