Visitantes acompanham acasalamento de tubarões e transformam enseada em ponto turístico em Noronha


Animais da espécie lixa se reproduzem nos meses de julho e agosto. A cada dia, mais pessoas se reúnem em uma área perto do porto para filmar e fotografar o balé dos bichos. Vídeos mostram acasalamento de tubarões em Noronha
Uma enseada na área do Porto de Santo Antônio, em Fernando de Noronha, virou ponto turístico. É que quando a maré enche esse local é procurado por tubarões da espécie lixa para o acasalamento. Por isso, os visitantes passaram a acompanhar o balé dos animais, que se reproduzem em julho e agosto (veja vídeo acima).
A cada dia, a enseada é mais procurada. As pessoas observam do alto, fotografam e filmam. O condutor de visitantes Fagner Dias passou a incluir a área no roteiro dos turistas.
“Tenho trazido os turistas para a enseada com muita frequência. Eu acredito que o número de tubarões cresceu nesta área. Na semana passada, contei 25 animais. Os visitantes apreciam muito”, falou o condutor.
Tubarões na enseada em Noronha
Ana Clara Marinho/TV Globo
Os turistas aprovam o passeio. “Eu fiquei surpreso e contei 15 tubarões. A gente só vê esses animais na televisão. Observar pessoalmente é muito gratificante”, disse o motorista Willian Souza, que é de São Paulo.
A professora Adriana Krebes, visitante do Rio Grande do Sul, esteve na enseada por acaso. “Eu vi a movimentação. Não sabia o que era e meu filho chegou a achar que era golfinho. Eu li muito sobre Noronha e não sabia desse local. É uma agradável surpresa”, declarou.
Turistas procuram enseada para ver os tubarões do alto
Ana Clara Marinho/TV Globo
O engenheiro de pesca Léo Veras, pesquisador de tubarões, afirmou que a enseada é um local importante que atrai os animais.
“A enseada tem água clara e calma. O local tem uma peculiaridade. É uma cratera vulcânica que foi erodida pelo oceano. Esse ponto tem um magnetismo mais forte e atrai os tubarões, revelou Veras. O estudioso disse que a enseada também conta com características que favorecem o acasalamento.
Nessa época do ano, os tubarões da espécie lixa se reúnem no ritual do acasalamento. Os machos cortejam as fêmeas. Os machos dessa espécie só acasalam uma vez por ano e as fêmeas praticam o sexo a cada dois anos e, por isso, é um momento especial”, falou o pesquisador.
Segundo Léo Veras, a fêmea se acasala com vários machos. “São vários machos para cada fêmea. Geralmente, o macho morde e imobiliza a fêmea. O tubarão macho tem dois órgãos geniais no ventre “, contou.
Léo Veras mostra a arcada do tubarão da espécie lixa
Ana Clara Marinho/TV Globo
Na enseada, podem ser vistos tubarões com mais de dois metros. A área faz parte do Parque Nacional Marinho e não é permitido o mergulho.
Léo Veras informou que a enseada dos tubarões é procurada pelos animais, da espécie limão, para acasalamento no período de janeiro e fevereiro.
“O tubarão-limão é mais tímido. Nós não conseguimos ver facilmente durante o dia. Eles preferem acasalar no período da noite. São mais recatados, diferente dos tubarões da espécie lixa, que não estão nem aí “, falou Veras.
Vídeos de PE mais vistos nos últimos 7 dias