Vídeo mostra bovinos em desespero para escapar de queimada, em Rondônia


Ventos da frente fria fizeram chamas se espalharem e chamas foram jogadas contra o gado, diz Sedam. Incêndio começou em propriedade de Cujubim (RO) na quinta (20). Vídeo mostra rebanho bovino tentando escapar de queimada em Rondônia
Um vídeo feito por pecuaristas de Cujubim (RO), no Vale do Jamari, registrou o desespero de um rebanho bovino para escapar de uma queimada. Nas imagens é possível ver os animais ‘presos’ dentro de um circulo de fogo (assista acima).
Segundo a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), o incêndio no local começou na quinta-feira (20) e as chamas se espalharam rapidamente pela pastagem por causa dos ventos provocados pela frente fria, que chegou ao estado de Rondônia.
À Rede Amazônica, a Sedam informou que uma equipe realiza uma operação na região, nesta semana, justamente para combater queimadas.
Na quinta-feira foi identificado uma queimada na Linha 110, próximo da região conhecida como Estrada da Borracha, em Cujubim.
Os fiscais foram ao local, mas, por causa da fumaça e dos ventos, não foi possível controlar as chamas.
Foi neste momento que um dos pecuaristas registrou um circulo de fogo se formando no pasto, e ‘prendendo’ os animais. No vídeo é possível ver os animais passando por dentro do fogo e correndo paralelo a uma cerca, na tentativa de escapar das chamas.
Gado em desespero para escapar de queimada em Cujubim
Reprodução
À Rede Amazônica, a Sedam informou que ainda não é possível calcular os prejuízos causados na região e nem se bovinos morreram no meio da queimada.
Incêndio deixa rebanho em desespero em Cujubim, RO
Reprodução
Operação Hileia
Cujubim está recebendo, nesta semana, a operação Hileia para combater incêndios florestais.
A ação conta com a participação da Batalhão da Polícia Ambiental (BPA), Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Contra o Meio Ambiente (Derccma),Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Núcleo de Operações Aéreas(NOA), Grupamento de Operações Aéreas (GOA) e órgãos de inteligência.
Mais de R$ 1 milhão em multas por crimes ambientais foram aplicadas em menos de dois dias.