Vestido de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashian: Seis mil cristais, recorde de venda em leilões e mais detalhes


Saiba mais sobre a história do vestido icônico. Peça não foi a única já usada por Marilyn que Kim escolheu para participar do Met Gala 2022. Vestido icônico de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashian aparece danificado
7 quilos a menos em três semanas
6 mil cristais
US$ 4,8 milhões
Esses são alguns dos números que contam um pouco da história do vestido icônico de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashian no Met Gala 2022.
Esta semana, a peça voltou ao destaque após aparecer danificado em algumas imagens. Segundo publicação no Instagram de um colecionador, depois de Kim usá-lo na festa, o vestido está com o tecido esgarçado e alguns cristais faltando.
Relembre um pouco da história do vestido do “Happy Birthday”:
Marilyn Monroe usou o modelo de Jean Louis em 1962 para cantar “Happy Birthday” para o presidente John F. Kennedy
Em 17 de novembro de 2016, Ripley’s Believe It or Not! arrematou a peça no leilão da Julien’s Auctions por US$ 4,8 milhões (cerca de R$ 24,5 milhões). O longo entrou para a história como o vestido mais caro a ser vendido em um leilão
Em 2 de maio, Kim Kardashian apareceu vestindo a peça no tapete vermelho do Met Gala 2022
Em junho, o perfil do Instagram The Marilyn Monroe Collection, página oficial do historiador e colecionador Scott Fortner, divulgou imagens atuais da peça e afirmou que o vestido está com o tecido esgarçado próximo ao zíper, além de ter alguns cristais faltando.
Vestido icônico de Marilyn Monroe usado por Kim Kardashian no Met Gala 2022 aparece danificado
Dimitrios Kambouris/Getty Images via AFP; Reprodução/Instagram/The Marilyn Monroe Collection
História do vestido
O icônico vestido do “Happy Birthday” para John F. Kennedy foi usado por Marilyn Monroe há 60 anos, durante a festa do 45º aniversário do então presidente, realizada no Madison Square Garden.
O vestido desenhado por Jean Louis custou originalmente US$ 12 mil (cerca de US$ 61 mil). A peça foi adornada manualmente com mais de 6 mil cristais e nunca havia sido usada por mais ninguém após Marilyn aparecer deslumbrante no palco do evento histórico.
Em 17 de novembro de 2016, o museu Ripley’s Believe It or Not! arrematou o vestido após um lance de US$ 4,8 milhões em um leilão organizado pela Julien’s Auctions.
Com as taxas de leilão, o vestido custou mais de US$ 5 milhões, se tornando o vestido mais caro já vendido em leilões. A marca colocou o Ripley’s Believe It or Not! no Guinness World Records.
Foi o próprio museu que disponibilizou a peça para Kim.
Exposição por tempo limitado
Após Kim vestir o longo, o museu, que é conhecido por expor peças representativas da cultura pop, anunciou que o vestido ficará exposto por tempo limitado na unidade de Hollywood. E contou que, atualmente, o vestido está avaliado em US$ 10 milhões (cerca de R$ 51 milhões).
“Por um período limitado, o vestido do ‘Happy Birthday’ de Marilyn Monroe – e agora também o look de Kim Kardashian no Met Gala 2022 – ficará em exposição no Ripley’s Believe It or Not! de Hollywood. Kim Kardashian visitou a atração em Hollywood para ver a sua peça mais falada do Met Gala mais uma vez. Visitantes já podem ver o vestido – agora avaliado em US$ 10 milhões”, afirmou o museu.
O museu também compartilhou em suas redes sociais o momento em que Kim faz a prova do vestido, com a ajuda de arquivistas e conservacionistas.
“Um grande cuidado foi tomado para preservar este pedaço da história da cultura pop. A condição da peça era a principal prioridade”, afirmou o espaço, que garantiu não ter feito nenhuma alteração no vestido para que Kim pudesse usá-lo no evento.
Initial plugin text
7 quilos a menos em três semanas
Com a meta de usar o vestido de Marilyn, Kim precisou perder 7 quilos em três semanas. Para isso, cortou carboidratos e açúcar.
A empresária chegou a ser criticada por fazer uma dieta tão rigorosa em um curto espaço de tempo. Mas ela afirmou ao jornal The Times que isso não era nada diferente do que um ator faz quando se prepara para um projeto.
No tapete vermelho do Met, Kim contou que quando teve a ideia de provar o vestido, “eles vieram com guardas armados e luvas” no museu.
“Eu experimentei e não serviu em mim. Eu disse: ‘Me dê três semanas'”, relembrou.
Kim ainda brincou que depois do Met, faria uma “festa com pizza e donuts voltando ao hotel” para compensar a dieta rigorosa.
Apesar do esforço, segundo o site TMZ, o zíper do vestido não fechou por completo. Ainda de acordo com a publicação, esse foi o motivo pelo qual Kim usou um casaco de pele branco.
Kim Kardashian no Ripley’s Believe It or Not!
Reprodução/Instagram/Ripley’s Believe It or Not!
Após o evento, ela usou as redes para agradecer ao museu pelo empréstimo da peça.
“Estou muito honrada em vestir o icônico vestido que Marilyn Monroe usou em 1962 para cantar ‘Happy Birthday’ ao presidente John F. Kennedy. É um deslumbrante vestido adornado manualmente com mais de 6 mil cristais por Jean Louis.”
“Obrigada ‘Ripley’s Believe It or Not!’ por me dar a oportunidade de estrear essa peça que é parte da história da moda pela primeira vez desde que Marilyn Monroe a vestiu. Serei sempre agradecida por esse momento.”
Segundo vestido de Marilyn usado por Kim
O vestido icônico não foi a única peça de Marilyn Monroe usada por Kim Kardashian naquela noite.
Após sua entrada no tapete vermelho, a empresária e socialite trocou o look por uma outra peça que marcou a história da atriz e cantora.
Kim contou em seu Twitter que, “para completar a noite após o Met, tive a honra de vestir o vestido Norman Norell que Marilyn Monroe usou no Globo de Ouro de 1962, quando ela recebeu Prêmio Henrietta de Atriz Favorita do Cinema Mundial.”
“Na minha busca pelo durante sua busca pelo modelo com aplicações feitas à mão do Jean Louis, que eu vesti no evento de gala, eu descobri que a Heritage Auction possuía o icônico vestido verde de lantejoulas de Marilyn”, contou Kim.
“Ainda na minha pesquisa, descobri que o dono do Globo de Ouro que ela recebeu naquela noite não era outro senão meu amigo Jeff Leatham [designer americano]. Eu vi tudo isso como um sinal de que todas as estrelas se alinharam”, escreveu a empresária, que aparece nas imagens da festa com uma estatueta em mãos.
“Isso será para sempre um dos maiores privilégios da minha vida poder canalizar minha Marilyn interior dessa maneira, em uma noite tão especial.”
Kim Kardashian com o segundo vestido de marilyn Monroe que usou no Met Gala 2022
Reprodução/Twitter/Kim Kardashian