Vereadoras de Belo Horizonte pedem adiamento das provas do Enem ao prefeito Alexandre Kalil


Os testes estão marcados para os dias 17 e 24 de janeiro. Segundo elas, há risco de aumento da contaminação por coronavírus. Vereadoras pedem adiamento do Enem ao prefeito Alexandre Kalil
Mariana Leal/MEC
Um grupo de vereadoras de várias cidades do país entraram com pedidos simultâneos de adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em seus municípios. Em Belo Horizonte, Macaé Evaristo (PT), Bella Gonçalves (Psol), Iza Lourença (Psol), Sônia Lansky da Coletiva (Psol) e Cida Falabella (Psol) participaram da ação.
‘Tinha muitos planos pro Enem, mas não sei se vou conseguir’, diz aluno de favela de BH que sofre com ansiedade e falta de internet
‘Não me sinto nem um pouco preparada’, diz candidata ao Enem, moradora da periferia de BH e mãe de dois filhos
No comunicado enviado ao prefeito Alexandre Kalil (PSD), elas dizem que é de “conhecimento público que a pandemia da COVID-19 tem acentuado cotidianamente as desigualdades sociais anteriores à crise sanitária, colocando estudantes que integram o serviço público de ensino em grave situação de vulnerabilidade, sobretudo em razão da suspensão das aulas presenciais no território nacional”.
Nesta sexta-feira (15), a Justiça negou pedido do Ministério Público Federal de Minas Gerais para adiar o Enem no estado. Uma decisão anterior do tribunal de São Paulo colocou nas mãos dos municípios o poder de decisão para adiamento do exame. Mas a Prefeitura de Belo Horizonte informou que é responsável apenas pelo transporte dos candidatos e manteve os exames.
As provas estão marcadas para acontecer nos dias 17 e 24 de janeiro.
Os vídeos mais vistos do G1 MG: