Vaticano reabre museus após fechamento de 7 semanas para conter avanço da pandemia


Instalações que abrigam a Capela Sistina e os Jardins do Vaticano voltam a receber turistas com distanciamento social, hora marcada e uso obrigatório de máscaras. Museus do Vaticano reabrem depois de semanas fechados por medidas de contenção da pandemia
O Vaticano reabriu seus museus nesta segunda-feira (3) após sete semanas fechados como medida de contenção da pandemia do coronavírus.
As instalações que abrigam tesouros como a Capela Sistina e os Jardins do Vaticano voltaram a receber turistas com distanciamento social, hora marcada e uso obrigatório de máscaras.
Escadaria de acesso aos museus do Vaticano em foto de 3 de maio de 2021
Remo Casilli/Reuters
Os ingressos só puderam ser comprados online, antes da chegada, e todos os visitantes passaram por medição de temperatura.
Os museus do Vaticano fecharam no dia 15 de março por conta do agravamento da pandemia na Itália – à época, a Europa vivia uma 3ª onda de infecções.
Visitantes na Capela Sistina em 3 de maio de 2021, após a reabertura dos Museus do Vaticano
Remo Casilli/Reuters
Os países da região passaram a adotar medidas mais restritivas para tentar frear o número de casos e mortes causadas pela doença.
Até mesmo as tradicionais celebrações da Semana Santa aconteceram com o acesso restrito de fiéis e dentro dos muros da cidade-Estado sede da Igreja Católica.
Casal caminha no corredor dos museus do Vaticano em 3 de maio de 2021, após reabertura
Remo Casilli/Reuters
Entrada dos Museus do Vaticano em 3 de maio de 2021, data da reabertura após 7 semanas fechados pela pandemia
Remo Casilli/Reuters
Fiéis na Praça de São Pedro
Católicos aguardam, na Praça de São Pedro, o início da celebração de domingo do Papa Francisco em 18 de abril de 2021
Vicenzo Pinto/AFP
No mês passado, o Papa Francisco voltou a receber fiéis na Praça de São Pedro, quase um mês depois que as celebrações públicas foram suspensas (veja no vídeo abaixo).
O líder da Igreja Católica rezou com seus seguidores a partir da tradicional janela do Palácio Apostólico, onde fica seu escritório, que dá diretamente para a praça símbolo do Vaticano.
Centenas de católicos se reuniram em frente ao palácio papal para acompanhar a oração. O uso de máscara era obrigatório, mas alguns não respeitaram as recomendações de distanciamento social.
VÍDEO: Papa Francisco volta a receber fiéis na Praça de São Pedro
Alívio do lockdown na França
Com a redução nas taxas de infecção na Europa, a França também começou a aliviar algumas medidas do terceiro lockdown no país – que começou no fim de março.
As crianças a partir de 11 anos puderam voltar às aulas presenciais e escolas de ensino fundamental e médio começaram a operar com a metade da capacidade.
França alivia algumas medidas do terceiro lockdown no país
A partir desta segunda, os franceses puderam voltar a viajar dentro do território francês – durante o bloqueio, só era permitido se afastar até um raio de dez quilômetros de casa.
A partir de 19 de maio, o governo francês pretende aliviar mais medidas, como o toque de recolher imposto a partir das 19h.