USP, Unicamp e UFRJ estão entre as 10 melhores universidades da América Latina, aponta ranking


Brasil lidera lista de melhores universidades da América Latina com 94 instituições entre 410 analisadas. Estudante lê livro entre estantes de biblioteca da Universidade de São Paulo
Cecília Bastos/USP Imagens
de ensino superior da região, de acordo com o “Ranking Mundial QS de Universidades 2021: América Latina”, feito pelo grupo
O Brasil é o país da América Latina com mais universidades no ranking das melhores instituições de ensino superior da região, de acordo com o “Ranking Mundial QS de Universidades 2021: América Latina”, feito pelo grupo QS Quacquarelli Symonds, divulgado nesta quarta-feira (11).
Ao todo, 94 universidades brasileiras se destacaram entre as 410 analisadas. Em seguida vem o México, com 66 instituições, Colômbia (60), Argentina (42), Chile (40), e Peru (20).
Entre as 10 melhores da região, estão a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A líder do ranking é a Pontifícia Universidade Católica, do Chile.
As 10 melhores universidades da América Latina
Pesquisas e ‘pontuação perfeita’
A USP e a Unicamp também pontuam com o corpo docente com mais pesquisas realizadas na América Latina.
Além disso, a USP alcançou a métrica de “pontuação perfeita” em “reputação acadêmica”, de acordo com os organizadores da avaliação. Além da USP, também obtiveram esta pontuação a Pontifícia Universidade Católica do Chile, Universidade Nacional Autônoma do México e Universidade de Buenos Aires.
As melhores universidades brasileiras
Confira abaixo a lista completa das universidades brasileiras avaliadas e a posição que ocupam entre as 410 instituições analisadas pela pesquisa. Abaixo da tabela, você encontrará informações sobre a metodologia adotada para a elaboração do ranking é elaborado.
Universidades brasileiras avaliadas
Metodologia
O QS utiliza cinco critérios para elencar as universidades no ranking:
impacto e produtividade da pesquisa
compromisso docente
empregabilidade
impacto online
internacionalização
A partir destes critérios, são avaliados a reputação acadêmica, reputação para o empregador, proporção de professores por alunos, quantos professores têm pós-doutorado, colaboração com pesquisas internacionais, citações em artigos científicos, média de artigos científicos publicados por professor e impacto na internet.
Playlist: Educação