Unicamp 2021: inscrições de premiados em olimpíadas de conhecimento para vagas do vestibular sobem 47% em 2 anos


Universidade reservou 116 vagas em 29 cursos de graduação. Modalidade é aplicada pela terceira vez e comissão vê consolidação; 1ª chamada de aprovados será em fevereiro. Uma das entradas do campus da Unicamp em Campinas
Antoninho Perri / Unicamp
A Unicamp registrou 467 inscrições feitas por candidatos premiados em olimpíadas de conhecimento que buscam as 116 vagas reservadas pela universidade para este público em 29 cursos do vestibular 2021. Esta é a terceira vez que a modalidade é aplicada e o total de interessados significa alta de 47% em dois anos, segundo dados obtidos pelo G1 com a comissão organizadora do exame (Comvest).
A lista de aprovados em primeira chamada será divulgada em 1º de fevereiro, no site institucional. O cronograma da universidade prevê até cinco, com término em 22 de março. Veja abaixo calendário.
Inscritos na modalidade
2019 – 316 candidatos
2020 – 407 candidatos
2021 – 467 candidatos
“Foi um número expressivo. Tivemos um aumento em relação ao ano passado e, num contexto em que muitas olimpíadas tiveram que se adaptar, a adesão dos estudantes consolida essa modalidade de ingresso”, explica o diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto.
Cada candidato foi autorizado a se inscrever em até dois cursos, com indicações da primeira e segunda opções. Ao contrário do vestibular tradicional, a seleção não é feita por meio de provas, mas por meio da verificação de desempenho nas competições de conhecimento aceitas pela Comvest.
Perfil dos inscritos
De acordo com Freitas Neto, o curso 51 (engenharia física, física, física médica e biomédica, matemática, matemática aplicada e computacional) é o mais concorrido, com 188 inscritos. O número representa 12,5 candidatos por vaga, enquanto que a proporção geral é de 4 para cada oportunidade.
“É um curso com disciplinas comuns de exatas e que permite que os estudantes escolham suas carreiras num segundo momento. Trata-se, sem dúvidas, de um modelo de curso que se aplica ao perfil de medalhistas olímpicos”, avalia Freitas Neto.
A maioria dos candidatos participou da Olimpíada Brasileira de Astronomia, destaca a Comvest: são 220, grupo que representa 47,1% dos inscritos. Em seguida é indicada a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBEMP), origem de 89 estudantes, ou seja, 19,1%. A Unicamp registrou ainda mais 13 inscritos que foram premiados em olimpíadas internacionais.
“Penso que, sendo um grupo muito específico, a tendência é se estabilizar. O número de premiados é restrito. Para haver uma ampliação deveria haver um número maior de olimpíadas”, pondera o diretor.
Oportunidades oferecidas
Esta modalidade de vagas reservadas pela Unicamp são destinadas aos estudantes de escolas públicas ou privadas que tenham sido medalhistas ou tenham se destacado em competições do ensino médio, como olimpíadas de matemática, biologia, física, química, história, robótica, entre outras.
São aceitas premiações em olimpíadas realizadas nos anos de 2018, 2019 e 2020. Veja aqui o edital.
Administração (noturno) – 1 vaga
Ciência da computação – 5 vagas
Ciências biológicas (integral) – 1 vaga
Ciências biológicas licenciatura (noturno) – 1 vaga
Curso 51 – ingresso para engenharia física, física, física médica e biomédica, matemática, matemática aplicada e computacional (integral) – 15 vagas
Engenharia ambiental (noturno) – 2 vagas
Engenharia civil (integral) – 2 vagas
Engenharia de alimentos (integral) – 2 vagas
Engenharia de alimentos (noturno) – 2 vagas
Engenharia da computação (integral) – 9 vagas
Engenharia de controle e automação (noturno) – 5 vagas
Engenharia de manufatura (integral) – 1 vaga
Engenharia de produção (integral) – 1 vaga
Engenharia de telecomunicações (integral) – 5 vagas
Engenharia de transportes (noturno) – 2 vagas
Engenharia elétrica (integral) – 7 vagas
Engenharia elétrica (noturno) – 3 vagas
Engenharia mecânica (integral) – 7 vagas
Engenharia química (integral) – 1 vaga
Engenharia química (noturno) – 1 vaga
Estatística (integral) – 7 vagas
Física licenciatura (noturno) – 4 vagas
História (integral) – 2 vagas
Matemática licenciatura (noturno) – 7 vagas
Química (integral) – 7 vagas
Química tecnológica (noturno) – 4 vagas
Sistemas de informação (integral) – 5 vagas
Tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas (noturno) – 5 vagas
Tecnologia em saneamento ambiental (noturno) – 2 vagas
Documentos para comprovação
O candidato pode incluir até dois certificados comprobatórios da premiação que recebeu – um para cada opção de curso pretendido. As competições aceitas pela Comvest estão presentes no edital.
Processo seletivo
Em cada curso, os candidatos serão convocados por ordem decrescente da pontuação obtida na competição de conhecimento. Se houver vagas não preenchidas, serão chamados por ordem decrescente os estudantes que optaram pelo curso como 2ª opção.
As três primeiras são online, na página da Comvest, enquanto as demais serão presenciais, na unidade do curso escolhido. Todos os candidatos que realizarem matrículas virtuais devem também fazer a matrícula presencial na data de matrícula da quarta chamada.
Calendário
01/02: Divulgação da lista de aprovados em 1ª chamada;
05/20: Matrícula online dos aprovados em 1ª chamada, na página da Comvest;
10/02: Divulgação da lista de aprovados em 2ª chamada;
12/02: Matrícula online dos aprovados em 2ª chamada, na página da Comvest;
22/02: Divulgação da lista de aprovados em 3ª chamada;
25/02: Matrícula online dos aprovados em 3ª chamada, na página da Comvest;
10/03: Divulgação da lista de aprovados em 4ª chamada;
15/03: Matrícula presencial dos aprovados em 4ª chamada, nos campi;
15/03: Divulgação da lista de aprovados em 5ª chamada;
22/03: Matrícula presencial dos aprovados em 5ª chamada, nos campi;
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.