Uberlândia é cidade do interior de MG com o maior número de crimes violentos em 2017


No ano passado foram registradas mais de cinco mil ocorrências entre roubo, homicídio e estupro. Comandante da PM falou ao G1 sobre trabalhos de prevenção e combate ao crime. Uberlândia registrou mais de 5 mil ocorrências em 2017
Cleiton Borges/PMU
Uberlândia é a quarta cidade de Minas Gerais e a primeira do interior com mais registros em número de ocorrências de crimes violentos em 2017. Os dados são da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) divulgados na última semana.
De acordo com a Seds, no ano passado foram 5.819 registros entre homicídio consumado e tentado, estupro consumado e tentado, roubo e sequestro.
Em número de ocorrências registradas no Estado em 2017, Uberlândia perdeu para Belo Horizonte, Contagem e Betim, todas na região metropolitana. O crime registrado em maior número é o de roubo, com mais de 93% do total de registros em 2017.
De acordo com o comandante da 9ª Região da Polícia Militar (RPM), coronel Cláudio Vitor Rodrigues, apesar dos números totais, quando compara o indicativo entre cidades de mais 100 mil habitantes Uberlândia aparece em oitava colocação entre as cidades do Estado.
“Estamos colocando os policiais cada vez mais na rua e esse patrulhamento mais efetivo já está mostrando em números que crimes violentos estão dimuindo desde junho do ano passado. A ideia é trazer um trabalho de inteligência focado, com viaturas em pontos estratégicos. Para isso também vamos contar com as bases móveis comunitárias até o próximo ano”, explicou.
Crimes violentos em Uberlândia ano a ano
Entre os crimes que a Seds considera como violento, o de extorsão mediante sequestro foi o único que não teve nenhum registro no ano passado. Já sequestro e cárcere privado foram sete registros em 2017.
Estupro
O crime de estupro cresceu mais de 43% em 2017 comparado com o ano anterior em Uberlândia. No ano passado foram 60 registros de ocorrências deste tipo, contra 26 casos em 2016.
O G1 noticiou algumas dessas ocorrências, entre elas está o jovem preso em setembro suspeito de estuprar pelo menos duas mulheres no Bairro Umuarama e o pastor que confessou o estupro de uma jovem de 24 anos.
O coronel Cláudio Vitor explicou ainda que a maioria destes casos acontece dentro do ambiente familiar e que para isso a PM trabalha com patrulha de prevenção de violência doméstica para combater, principalmente, a violência contra mulheres, crianças e idosos.
Entre 2012 e 2017 foram 296 registros de estupro na maior cidade do Triângulo Mineiro. Veja os números ano a ano no gráfico abaixo:
Homicídio
Ainda de acordo com a Seds, em 2017 foram 212 registros de homicídios consumado e tentado em Uberlândia, maior que 2016, mas inferior a todos os anos anteriores. Veja evolução no gráfico abaixo:
Roubo
A maior ocorrência registrada na cidade é de roubo, com 5.415 casos em 2017. Os meses com mais número de registros foram fevereiro, março e maio. Nos últimos seis anos, o ano passado foi o maior em número deste tipo de crime na cidade.
O comandante da 9ª Região da Polícia Militar disse que mais de 60% desses casos são de roubo de celular. “O criminoso que rouba transeunte sabe que na maioria das vezes o bem de maior valor que uma pessoa carrega na rua é um celular, por isso é o foco desse assaltante o aparelho. É realizado um trabalho preventivo de orientação ao pedestre e de maior efetivo nas ruas para combater esse tipo de crime”, finalizou Cláudio Vitor.
Roubos em Uberlândia ano a ano

Powered by WPeMatico