Trabalhadores da Caoa Chery vão entrar em férias coletivas na fábrica de Jacareí em maio


Atividades dos empregados vão ficar suspensas entre os dias 2 e 15 de maio, segundo comunicado da montadora. Sindicato diz que motivo é falta de peças. Sedã Arrizo 5 é fabricado em Jacareí
Divulgação/ Caoa Chery
A montadora Caoa Chery vai dar férias coletivas de 14 dias, a partir do próximo dia 2 de maio, a pelo menos 500 trabalhadores na fábrica em Jacareí (SP). A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.
Comunicado entregue pela empresa aos funcionários diz que os setores contemplados pela medida serão montagem, solda, pintura, manutenção, engenharia industrial, logística, qualidade e segurança. Os grupos contemplam praticamente todo efetivo da unidade, de acordo com o sindicato.
Essa é a segunda vez neste mês que trabalhadores são colocados em férias coletivas. Cerca de 300 tiveram as atividades suspensas entre os dias 5 e 15 de abril.
O motivo da concessão de férias coletivas seria falta de peças. A montadora foi procurada pelo G1, que aguarda retorno. A Caoa Chery produz em Jacareí os modelos QQ, Tiggo 2 e Arizzo 5.
Comunicado foi entregue aos trabalhadores da Caoa Chery em Jacareí
Divulgação