Tony premia ‘Strange Loop’ e ‘Lehman Trilogy’ na cerimônia com os melhores da Broadway


Foi a volta do evento após a longa paralisação por causa da pandemia. História de um gay negro e suas lutas mentais como dramaturgo venceu prêmio de Melhor Musical. Michael R. Jackson discursa após receber Tony de melhor musical em Nova York
Reuters/Brendan McDermid
“A Strange Loop”, história de um gay negro e suas lutas mentais como dramaturgo, ganhou o prêmio Tony de melhor musical no domingo (12). Foi a volta da premiação da Broadway após a longa paralisação por causa da pandemia.
“The Lehman Trilogy”, sobre a ascensão e queda da empresa de investimentos Lehman Brothers, recebeu o prêmio de melhor peça em uma cerimônia ao vivo realizada no Radio City Music Hall, em Nova York.
“Strange Loop” ganhou de “MJ”, um musical sobre Michael Jackson que foi sucesso de público. O astro Myles Frost ganhou o prêmio de melhor ator em musical por interpretar o Rei do Pop.
Estar no palco para receber o Tony parecia um “milagre”, disse Ben Power, autor de “Lehman Trilogy”, depois que a Covid-19 interrompeu as apresentações da peça por 577 dias.
“Em Nova York, mesmo depois de tudo, mesmo depois de hoje, tudo é possível”, disse Power, acrescentando que a peça foi escrita como “um hino à cidade de Nova York”.
O autor de “Strange Loop”, Michael R. Jackson, baseou o musical em suas próprias dúvidas internas, além de obstáculos externos, enquanto tentava escrever uma peça da Broadway. “Eu só queria criar um pouco de um bote salva-vidas para mim como um homem gay negro”, disse ele.
Ao receber o prêmio de melhor ator por “MJ”, Frost dirigiu-se à mãe na plateia. “Mãe, eu consegui”, afirmou ele, e agradeceu a ela por criá-lo para ser um “homem negro forte”.